Alternativa

Um app para quem quer a casa própria

Setor da habitação avalia como positiva a novidade lançada pela Caixa para agilizar a compra de imóveis no país

22 de Outubro de 2020 - 13h03 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

O presidente Sérgio Cogoy explica que a funcionalidade é que determinará sua importância para o mercado (Foto: Carlos Queiroz - DP)

O presidente Sérgio Cogoy explica que a funcionalidade é que determinará sua importância para o mercado (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Disponível desde segunda-feira (20), o processo de cadastro, avaliação e concessão de financiamento habitacional pela Caixa Econômica Federal de modo digital pelos clientes é uma novidade positiva, no sentido de dar agilidade à compra da casa própria, o que dependerá, na prática, da sua funcionalidade, diz o presidente do Secovi Zona Sul - Sindicato da Habitação, Sérgio Cogoy.

“Vai chegar a um momento que vai passar por uma pessoa”, lembra o presidente, explicando que toda a documentação encaminhada por meio digital terá que ser analisada por um funcionário da Caixa. Nesse momento, alerta que os dados precisam estar corretos, dentro de um processo que inclui quem passa esses dados e quem recebe. “Quem vai responder se vai beneficiar o mercado é a experiência”, completa.

Conforme divulga a Caixa, pelo aplicativo Habitação Caixa, o cliente terá acesso a um serviço interativo, que abrange todas as fases do financiamento, desde o cadastro, até a aprovação. A alternativa traz comodidade ao cliente, que poderá acompanhar todas as etapas do seu processo, de forma simples e intuitiva e, se necessário, resolver pendências pelo próprio aplicativo.

Com todas as etapas concluídas na plataforma digital, o usuário precisará ir até uma agência da Caixa apenas para a assinatura do contrato, informa a Caixa. Segundo o presidente do Secovi Zona Sul, essa modalidade online vem atender a uma nova oferta maior de recursos para o financiamento da casa própria e com juros mais baixos.

Ela, no entanto, não dispensa o papel do corretor, que aponta como importante, no sentido de orientar o cliente para o encaminhamento da documentação correta. “O sistema só vai receber”, lembra Cogoy. “É ele que vai analisar a documentação e o impacto do negócio para o cliente”, completa o presidente.

O que diz a Caixa?

Para solicitar o financiamento, basta o cliente baixar o aplicativo, efetuar a simulação de crédito e escolher a melhor condição apresentada. Nessa etapa, ele pode ajustar valores de entrada, prazo, indexador da taxa de juros, sistema de amortização e prestação máxima.

Após, o cliente faz seu cadastro e dos demais participantes da proposta, informa o município e o valor do imóvel. O envio dos documentos necessários é feito pela plataforma e também a escolha do canal de atendimento - Agência Digital ou Correspondente Caixa Aqui - e a agência para assinar o contrato.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados