Reflexo

Setor da construção em busca de mais dados

Sinduscon Pelotas quer atualizar os dados do desempenho do setor em 2020 a partir de pesquisa com os associados

12 de Janeiro de 2021 - 11h19 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Informações do desempenho de 2020 serão acrescidas de plano e projetos para este novo ano (Foto: Jô Folha - DP)

Informações do desempenho de 2020 serão acrescidas de plano e projetos para este novo ano (Foto: Jô Folha - DP)

Presidente Fabrício Iribarrem cumpre atualmente a prorrogação de sua gestão (Foto: Divulgação - DP)

Presidente Fabrício Iribarrem cumpre atualmente a prorrogação de sua gestão (Foto: Divulgação - DP)

O Sindicato da Indústria da Construção e Mobiliário (Sinduscon) de Pelotas e região deve encaminhar aos associados, nos próximos dias, pesquisa que busca atualizar dados do desempenho do setor em 2020 e das perspectivas para este ano, com foco na pós-pandemia da Covid-19.

Explica a secretária executiva Solange Bretanha que será ouvida toda a cadeia do setor - e não apenas os construtores. São 60 associados, onde estão incluídos também os fornecedores e os prestadores de serviços aos industriais.

Em 2020, a construção não parou, apesar de todos os transtornos causados pela Covid-19, confirmou Solange. O que o Sinduscon quer conhecer são justamente os dados do setor durante a pandemia, o que refletirá como o setor lidou com as principais questões ligadas a ela.

Geração de empregos, andamento de projetos, execução deles, lançamentos que são preparados para esse ano e dificuldades que o setor enfrenta, principalmente com a falta de alguns insumos, são temas que devem ser incluídos naquela que deve se tornar uma radiografia para nortear as novas ações.

“Será uma pesquiss bem abrangente”, concorda a secretária executiva, que espera ter em 48 horas as respostas dos associados, para análise dos dados. Solange aguarda apenas a liberação da diretoria da entidade para encaminhar a pesquisa aos associados.

Eleição da nova diretoria

Nestes primeiros meses do ano, também será realizada, como ocorre tradicionamente, a eleição da nova diretoria do Sinduscon, liderada pelo presidente que substituirá o atual, Fabrício Iribarrem. A assembleia deverá ocorrer ainda no final de março ou no começo de abril, prevê Solange.

Inicialmente, será lançado o edital com o prazo para a inscrição de chapas e após, ocorrerá a inscrição delas, prevista pela secretária executiva para o final do mês de fevereiro. No Sinduscon, os mandatos são de dois anos, que foi excepcionalmente prorrogado por mais um ano na atual gestão.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados