Cuidados

Quatro dicas para proteger o cartão nas compras online

Com a aceleração do e-commerce, o número de golpes tem crescido também e algumas medidas são importantes para evitar problemas

27 de Abril de 2022 - 15h31 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Se comparado a 2019, o comércio eletrônico teve salto de 113,9% (Foto: Divulgação - DP)

Se comparado a 2019, o comércio eletrônico teve salto de 113,9% (Foto: Divulgação - DP)

As compras no varejo digital são cada vez mais frequentes no Brasil, principalmente após as restrições impostas pela pandemia. Em 2021, o e-commerce teve faturamento de R$ 161 bilhões, com aumento de 26,9% em relação a 2020. Se comparado a 2019, o comércio eletrônico teve salto de 113,9%. O número de pedidos também cresceu, somando mais de 353 milhões de compras no ano passado.

Com a aceleração do e-commerce, o número de golpes também tem crescido no país. O app Confi, que monitora vendas no e-commerce, já investigou mais de 6,8 mil transações suspeitas desde 2019. Para ajudar o consumidor a fazer compras mais seguras com o cartão de crédito, o especialista Felipe Píris separou quatro dicas que possibilitam uma experiência no e-commerce com mais confiança e proteção.

Confira:
1 - Não salve dados pessoais no navegador
Ao fazer compras online, o navegador traz a opção de salvar dados pessoais e de cartão de crédito. Piris orienta que a prática pode ser nociva ao consumidor, pois essas informações podem ser roubadas por hackers. “Uma das formas de se proteger é desativando o preenchimento automático. Assim os dados transacionais não serão armazenados e não poderão ser utilizados por pessoas mal-intencionadas”, explica.

2 - Utilize o cartão virtual em compras online
Piris analisa que utilizar o cartão de crédito virtual traz mais segurança ao usuário que a versão física, porque há a possibilidade de a versão virtual ser temporária. “Muitos bancos e instituições financeiras dão a opção do cartão virtual temporário, que expira após utilização. Ele permite apenas uma compra, o que assegura maior proteção no e-commerce”, orienta.

3 - Esteja atento à sua fatura
É fundamental que o consumidor esteja de olho a cada compra que entra na fatura do cartão de crédito. Uma boa forma de se manter atualizado é ativando as notificações do seu banco. Assim é possível ser avisado a cada transação realizada. “Em caso de uma compra não reconhecida, é necessário entrar em contato com a instituição financeira o mais rápido possível para cancelar a compra e receber o estorno”, explica.

4- Use aplicativos confiáveis que protejam suas compras
Apesar de ser fundamental verificar a fatura do cartão de forma constante, existem outros golpes que o consumidor não consegue monitorar, como o uso indevido de dados pessoais em compras fraudulentas. O app Confi é um exemplo de ferramenta que assegura maior proteção ao usuário, identificando não somente as transações realizadas pelo cartão de crédito, mas também realizando um monitoramento de compras por meio do CPF. “Nossa plataforma conta com mais 300 mil CPFs cadastrados e três mil lojas certificadas com selo de confiança, para que o comprador possa ter uma boa experiência durante as compras”, finaliza.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados