Inflação

Para conter alta de alimentos, governo zera imposto de importação de soja e milho

Decisão foi anunciada neste sábado e atinge dois dos principais produtos que impactam nos preços ao consumidor

17 de Outubro de 2020 - 16h30 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

O Ministério da Economia anunciou neste sábado (17) que está zerando o imposto sobre importação de soja e milho. A medida é uma tentativa de conter a alta nos preços dos alimentos. Em setembro o governo já havia feito o mesmo com as alíquotas que incidem sobre a compra do arroz em casca e beneficiado.

Para a soja, a anulação da alíquota será válida até 15 de janeiro, valendo para grãos, farelo e óleo, que até então tinham incidindo percentuais de 8%, 6%, e 10%, respectivamente. Já o milho permanecerá com imposto de importação passando de 8% para zero até 31 de março.

Conforme economistas, a desvalorização da moeda brasileira e a valorização do dólar têm estimulado a exportação de grãos do país, sobretudo soja e arroz, reduzindo a oferta interna dos produtos e pressionando os preços.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados