Reflexos

Pandemia reflete em segunda-feira atípica no Laranjal

A ameaça da pandemia tem mantido a maioria dos moradores em casa

23 de Março de 2020 - 21h15 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Mais atípica ainda, a segunda-feira, que costuma ser tranquila na praia do Laranjal, teve fluxo reduzido de veículos transitando pela orla. Operação conduzida pelo tenente Di Paula, do Corpo de Bombeiros, foi menos intensa que no domingo, quando motoristas insistiam em permanecerem estacionados junto ao caldação. Na via, estavam ontem apenas os veículos estacionados junto às residências.
A ameaça da pandemia do Coronavírus tem mantido a maioria dos moradores em casa e poucos visitantes se  atrevem a circular por ruas e avenidas do balneário, embora o céu esteja limpo, com poucas nuvens, e a temperatura agradável.
Praticamente todo o comércio não abriu as portas, mesmo os restaurantes, que optaram pela telentrega. Supermercado e mercadinhos funcionaram, mas com menor movimento de clientes, mesmo os mais tradicionais. No Centro Comercial Mar de Dentro, apenas a farmácia, a lotérica e os terminais bancários continuavam com suas operações.
Na lagoa, os pescadores amanheceram com as redes de captura de camarão na água, mas o vento contrário acabou desestimulando o a atividade, retornando os barcos à tarde para o Pontal da Barra e à Colônia Z-3 de Pescadores.

Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados