Aumento

Novos custos nos cestos básicos e na ração

O maior reajuste médio de preços no cesto básico em supermercados de Pelotas foi encontrado pelo Procon no tomate

05 de Maio de 2021 - 10h31 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Tomate foi o alimento que teve maior reajuste (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Tomate foi o alimento que teve maior reajuste (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Pesquisas de preços do Procon de Pelotas nos supermercados da cidade encontraram reajuste médio de 1,22% nos 51 produtos do cesto básico no mês abril. Na ração essencial de 13 produtos, o aumento médio foi maior: de 2,45%. Com eles, o cesto básico passou a custar R$ 1.044,64 e a ração essencial, R$ 542,86. Através do Serviço de Educação ao Consumidor, o Procon realiza a pesquisa mensalmente.

O vilão dos aumentos no mês de abril foi o tomate, com reajuste de 70,54%, depois de algumas variações de preços nos últimos meses, para mais e para menos. Rápido levantamento dos custos médios do cesto básico dos últimos quatro meses - os primeiros de 2021 - mostra queda de 32,02% em janeiro, aumento de 25,12% em fevereiro e queda de 35,14% em março.

Esse aumento médio de 70,54% em abril é atribuído à escassez do produto na região, o que provoca o abastecimento local com tomates vindos de São Paulo, a preços mais elevados também pela logística de transporte. Com o aumento da oferta no centro do país, a tendência é de nova queda no custo do produto, avalia o gerente regional de rede de supermercados, Manoel Savedra.

Principais variações:

Aumentos
Tomate...................... 70,54%
Cenoura.................... 43,61%
Alface........................ 42,13%
Maçã.......................... 27,23%
Cebola....................... 15,17%
Quedas
Iogurte/sabores...... 12,26%
Batata inglesa.......... 9,40%
Massa com ovos....... 9,20%
Laranja....................... 7,78%
Arroz.......................... 5,40%

Estáveis: alvejante, cigarros, desodorante, farinha de trigo, massa de tomate, pão e sal.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados