Calendário

Fenadoce fica sem data para ser realizada

Edição 2020 de um dos maiores eventos do Estado depende da melhora do cenário frente à pandemia

28 de Julho de 2020 - 23h49 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Feira anual, a Fenadoce deve ter a sua próxima edição realizada em 2021 (Foto: Jô Folha - DP)

Feira anual, a Fenadoce deve ter a sua próxima edição realizada em 2021 (Foto: Jô Folha - DP)

A exemplo de outras importantes festas temáticas que tradicionalmente ocorrem no Rio Grande do Sul, a Feira Nacional do Doce (Fenadoce) de 2020 sofre as consequências do isolamento social para o combate da Covid-19.

Nesta terça-feira (28), após reunião do Conselho Gestor da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Pelotas, a gerente executiva da entidade, Adriane Silveira, informou que o evento permanecerá sem uma data definida, diante do quadro de isolamento sem prazo para terminar.

A entidade, que promove anualmente a Fenadoce, no Centro de Eventos Fenadoce, no Distrito Industrial de Pelotas, vinha aguardando a segunda quinzena de julho para adotar uma posição a respeito, como havia adiantado o conselheiro gestor Mauro Bessa.

Com planejamento pronto e em andamento para ocorrer entre o final de maio e a primeira quinzena de junho, a 28ª edição do evento anual acabou adiada, inicialmente, para o segundo semestre deste ano, permanecendo agora sem uma nova data definida.

“Não há previsão”, alerta Adriane, lembrando que o segmento de festas e eventos foi um dos mais afetados desde o início da pandemia e deve ser um dos últimos a retomar as atividades, com protocolos específicos, quando a hora chegar. “O último a ser liberado”, completa.

Com os expositores, será estabelecido agora um canal de comunicação, garantindo que não há interesse de que a Fenadoce não ocorra - do seu cancelamento - mas que ela acontecerá futuramente, reitera a gerente.

Alterações de datas

Na Zona Sul, a Feira de Artesanato, Comércio e Serviços (Fearg/Fecis) em Rio Grande foi adiada, com data prevista para o segundo semestre do próximo ano.

Festas também tradicionais, como a da Uva, em Caxias do Sul, também foram canceladas. A Oktoberfest, em Santa Cruz do Sul, foi uma das últimas do Estado a também ser transferida para o próximo ano, deixando de ocorrer em 2020.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados