Alternativa

Falência continuada torna viável indústria pelotense

A Graintek, um braço da Cerealle Alimentos, agora é Nutri Cereais, e foi apresentada oficialmente ao quadro de 70 funcionários

11 de Janeiro de 2022 - 11h59 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Apresentação. Na sede da Nutri Cereais foi tornada oficial a nova administração, que substitui a judicial da antiga Graintek. (Foto: Divulgação - DP)

Apresentação. Na sede da Nutri Cereais foi tornada oficial a nova administração, que substitui a judicial da antiga Graintek. (Foto: Divulgação - DP)

A Graintek, um braço da Cerealle Alimentos, agora é Nutri Cereais, apresentada oficialmente na tarde de segunda-feira (10) ao quadro de 70 funcionários, mantido através da falência continuada. Com a aquisição pela holding BLK, de Novo Hamburgo, através de leilão preferencial, a indústria agora passa pela transição da administração judicial, liderada pelo advogado Fábio Cainelli de Almeida, para os novos proprietários, representados ontem por Anderson Kreuz.

A Graintek, com uma dívida de R$ 26 milhões, teve sua falência decretada em 24 de novembro de 2021 por deliberação dos credores, mas revertida pela administração judicial para falência continuada pelo titular da 2ª Vara Cível da Comarca de Pelotas, Rodrigo Granato Rodrigues. Segundo Cainelli de Almeida, a condição imposta é que fosse buscado um comprador, que pagaria 70% do valor de avaliação, com 100% de garantia de manutenção dos funcionários e seis meses de estabilidade deles no emprego. A indústria foi adquirida em 17 de dezembro de 2021.

O leilão com preferência é uma das novidades que garantem a continuação do funcionamento da indústria e dos empregos no quadro existente de funcionários. “O capital humano era muito grande na empresa”, diz o advogado, que intermediou todo o processo através da Cainelli de Almeida Advogados, que tem sede na cidade gaúcha de Torres. “Para o escritório, foi muito gratificante”, diz. “Baseados nas leis, conseguimos manter a finalidade social da indústria”, completa. A Graintek foi separada da Cerealle em 2016.

Planos para o futuro

Ao Diário Popular, Kreus manifestou sua satisfação em poder continuar o trabalho da Graintek, agora através da Nutri Cereais. Foram oito meses de estudos sobre a viabilidade e a conclusão apontou para um negócio próspero. “Ter colaboradores engajados é importante”, diz. Sobre planos da BLK para o negócio, adianta que, primeiramente, será recuperar os antigos clientes. “É uma empresa com mercado no país”, completa. Ampliar a gama de produtos e investir em equipamentos são passos importantes. “Nossa meta é produzir mais”, conclui.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados