IRPF

Dois terços apresentaram a declaração de rendas

Em Pelotas, foram entregues mais de 41 mil declarações; prazo termina no dia 30 de junho

23 de Junho de 2020 - 22h47 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Fique atento: o prazo para entrega foi prorrogado para 30 de junho, em razão da pandemia do novo coronavírus (Foto: Leandro Lopes - DP)

Fique atento: o prazo para entrega foi prorrogado para 30 de junho, em razão da pandemia do novo coronavírus (Foto: Leandro Lopes - DP)

A menos de uma semana do final do prazo para entrega à Receita Federal do Brasil (RFB) da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2020, com dados de 2019, um terço dos contribuintes do âmbito da Delegacia do órgão em Pelotas já tinham feito isso até segunda-feira (22), segundo os dados fornecidos nesta terça-feira. Do total recebido em 2019 de 185.536 declarações da região, até segunda-feira, a soma chegava a 120.978 declarações.

Sobre Pelotas, veio a informação de que já foram entregues 41.917 declarações, enquanto em 2019, o total, no final de dezembro, chegou a 64.265. Em Rio Grande, os números atuais são de 27.434 e em 2019 foram 41.680, e em Bagé já somam 13.201, do total de 20.486 no ano passado. As três cidades são as maiores em contribuintes pessoas físicas.

No Brasil, mais de 22,2 milhões já entregaram suas declarações e no Rio Grande do Sul, mais de 1,6 milhão. O prazo para entrega foi prorrogado para 30 de junho, em razão da pandemia do novo coronavírus. Quem perder o prazo pagará multa mínima de R$ 165,74 e máxima de até 20% sobre o imposto devido.

Vale o alerta

Está obrigado a apresentar a declaração o contribuinte que:

 

Recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70

Recebeu rendimentos isentos acima de R$ 40.000

Teve, em qualquer mês do ano passado, ganho de capital na venda de bens ou realizou operações na Bolsa de Valores

Optou pela isenção de Imposto de Renda na venda de um imóvel residencial para comprar outro, mas com as duas transações, no máximo, em 180 dias

Até o último dia do ano tinha posses somando mais de R$ 300 mil

Alcançou a receita bruta acima de R$ 142.798,50 em atividades rurais
Passou a morar no Brasil, em qualquer mês do ano passado


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados