Expectativa

Doceiras agora esperam pela Fenadoce

Apesar de ainda não ter data definida, evento é a melhor época do ano para as vendas do segmento

20 de Fevereiro de 2021 - 13h52 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Temperaturas mais elevadas não atraem para o consumo de doces, que volta a ser mais forte no final de março (Foto: Jô Folha - DP)

Temperaturas mais elevadas não atraem para o consumo de doces, que volta a ser mais forte no final de março (Foto: Jô Folha - DP)

“Estamos paradas”, diz a presidente da Associação de Produtores de Doces de Pelotas, Simone Bica, que conclui nos próximos dias seu projeto de funcionamento da própria loja. Depois da Fenadoce Especial de Natal, em dezembro, os associados agora estão com suas expectativas voltadas para a Feira Nacional do Doce (Fenadoce) de 2021, ainda sem data definida, mas a melhor época do ano de vendas para o segmento.

“O verão não é a nossa época”, conta Simone, lembrando que os consumidores trocam os doces pelos sorvetes nos dias de calor. No final de março é que começa a temporada, explica a doceira, que lidera um grupo de 17 associados, que não encontram alternativas para esse período de vendas muito fracas, em razão da pandemia da Covid-19.

Com vacinação, a expectativa é que ocorra a Fenadoce - “mesmo com algumas restrições”, reconhece Simone. “Nossa expectativa é otimista”, completa a doceira. Se o momento é dificil para os doceiros com lojas, também não está fácil para aqueles que trabalham com festas e eventos, que praticamente não ocorrem nesta época em razão da pandemia, diz Simone.

Com a previsão de funcionamento a partir de 1º de março, a doceira ultima os preparativos para abrir sua primeira loja. O projeto era desenvolvido desde o começo do ano passado e Simone conta que apareceu a oportunidade e ela está aproveitando.

“Vai ser um início devagar”, reconhece. A profissão de bombeira civil será superada, agora, pela de doceira. Para a Dona Xica, que funcionará na avenida Duque de Caxias, com restaurante e cafeteria, irá também a sua fábrica de doces.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados