Fique atento!

Dicas para aproveitar melhor a Black Friday

Data se consolida no mercado brasileiro e terá muito mais atrações on-line este ano em função da pandemia

26 de Novembro de 2020 - 11h59 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Muitas redes varejistas já trabalham promovendo a data anual há alguns dias, em busca de resultados (Foto: Jô Folha - DP)

Muitas redes varejistas já trabalham promovendo a data anual há alguns dias, em busca de resultados (Foto: Jô Folha - DP)

Na véspera da Black Friday, nada melhor que algumas dicas para os comerciantes, que podem ser úteis também aos consumidores. A data já é bastante conhecida pelas grandes promoções no comércio dos Estados Unidos e, nos últimos anos, ganhou espaço também no mercado brasileiro. 

Neste ano, por conta da pandemia da Covid-19, muitos consumidores estão optando por aproveitar as promoções de forma on-line, em vez de se deslocarem até as lojas. Segundo a consultoria Ebit Nielsen, o e-commerce brasileiro cresceu 47% no primeiro semestre deste ano e o volume de pedidos, 39%. 

Para atender aos lojistas, especialistas da área fazem alertas sobre fraudes, mas sobretudo como comprar bem e também deixar os clientes satisfeitos. Muitas lojas, principalmente filiais de redes varejistas, trabalham no Black Friday realizando vendas online para os clientes presenciais.

Confira as dicas

Planejamento - Tenha em mãos os dados dos anos anteriores e saiba o que foi mais solicitado, qual foi a porcentagem de vendas e a região que mais comprou no estabelecimento, para facilitar a logística. 

Estoque - É importante oferecer o que tem maior saída. Assim a margem de lucro será mais assertiva.
SAC - É necessário ter diferentes canais para atender a uma alta demanda no período, oferendo maior atenção aos clientes.

De olho no frete - Ter um alto custo de frete ou tempo grande para entrega pode levar o consumidor a escolher o concorrente.

Marketplaces - Veja em qual deles está seu público-alvo e aposte na plataforma certa. 

Conteúdo - Cada produto deve ter descrição completa e imagens de diversos ângulos, assim como medidas e modo de funcionamento. A falta de informações pode fazer o consumidor desistir da compra. 

Segurança - Não esqueça de ativar o https da página de pagamento para que os dados do cliente permaneçam em segurança. 

Transparência - O endereço virtual deve conter o maior número de dados do estabelecimento, como CNPJ, história e contato.

Tipos de pagamentos - É importante que o site esteja integrado a plataforma completa de pagamentos. 

Cupons - Um dos modos de fidelizar o consumidor, é oferecer meios para que se sinta valorizado e busque a loja, seja através de cupons personalizados, descontos enviados por e-mail, marketing ou redes sociais.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados