Vendas

Chegou o dia da Black Friday

O dia abre as vendas para o Natal, segundo pesquisa da Conversion

26 de Novembro de 2021 - 08h32 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Apelo. Decoração das fachadas é feita para chamar
a atenção para a promoção anual do comércio (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Apelo. Decoração das fachadas é feita para chamar a atenção para a promoção anual do comércio (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Compra. O estudante João Vítor Vaz escolheu o celular que queria, aproveitando a antecipação da Black Friday (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Compra. O estudante João Vítor Vaz escolheu o celular que queria, aproveitando a antecipação da Black Friday (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Variados. Mix de produtos busca atender às preferências dos diferentes consumidores (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Variados. Mix de produtos busca atender às preferências dos diferentes consumidores (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Os anúncios foram muitos e ao longo de todo o mês, gerando expectativa extra entre os consumidores, ávidos pelas promoções e pelos descontos prometidos e também entre os comerciantes, diante da necessidade de aumentar o faturamento do ano, que não foi nada fácil para a grande maioria, que enfrentou as dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19. Mas está aí nesta sexta-feira (26) a Black Friday de 2021, o dia que abre as vendas para o Natal, segundo pesquisa da Conversion.

De acordo com o estudo, mais de 86% dos consumidores brasileiros usarão as promoções da Black Friday para as compras de Natal - pelo menos, as primeiras delas neste ano. A mesma pesquisa indica o crescimento de 14,7% nos resultados da Black Friday em comparação com o ano passado, ficando as compras online com as preferências de 72% dos consumidores, segundo as intenções de compras.

Do total dos entrevistados brasileiros, 86,04% assumiram usar o evento promocional anual para garantir os presentes de final de ano, principalmente os de familiares mais próximos: pais, filhos e cônjuges. Mais da metade (55,84%) dos entrevistados afirmaram que pretendem adquirir produtos ou serviços com preços que variam entre R$ 500,00 e R$ 3 mil. “Ainda que a maior parte deles (29,06%) chegue somente até R$ 1 mil, o valor pode ser considerado alto, um número que expõe uma gradual melhora na situação financeira da população economicamente ativa do país”, aponta o CEO da Conversion, Diego Ivo.

Os mais desejados do ano

Na Black Friday de 2021, o produto mais desejado pelos consumidores brasileiros são os telefones celulares, com 66,67% das intenções de compra, seguidos pelos eletroeletrônicos em geral, com 60,68% das preferências, moda e acessórios (47,58%) e calçados (40,46%). “Embora o ano de 2020 tenha sido um marco no comércio eletrônico, justamente pela crise sanitária e pelo o fechamento do comércio físico em diversas cidades do país, este ano, no entanto, podemos esperar um varejo virtual mais maduro, com as lições aprendidas no último ano. As atenções do consumidor agora se voltam às compras online por escolha própria, por mais segurança no digital e mais comodidade”, explica Ivo.

Dicas para quem vai vender ou comprar na Black Friday

A chuva fina da tarde de ontem atrapalhou quem procurava antecipar as compras de hoje dentro da Black Friday. Nas lojas, os gerentes já aguardavam clientes como João Vítor Vaz que aproveitou para comprar o celular que queria. Aluno do Ensino Médio, com 17 anos, morador do Centro, Vaz conseguiu um desconto de 20% no produto, segundo o cálculo da vendedora. Justamente os aparelhos celulares são os mais indicados pelos consumidores para compra na Black Friday.

Em loja próxima, o gerente Itamar Vaz também estava ontem com tudo preparado para receber os clientes. “A gente antecipou para facilitar para o cliente”, explicou Vaz, citando o horário das 8h30min às 19h30min. “Abrimos um pouco antes”, contou. O gerente Diego Abreu informou que a loja próxima funcionará das 7h às 22h desta sexta. Segundo o Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas), respeitadas as jornadas de trabalho dos funcionários, os horários de funcionamento estão liberados, já que não há convenção de trabalho em vigência. O Shopping Pelotas funcionará das 9h às 23h hoje e amanhã e das 11h às 21h no domingo, segundo o superintendente Janderson Mendes.

Para os empresários, as principais dicas dos especialistas são: negocie os preços com fornecedores, apresentando um plano de promoção, que deve se estender, para atrair o cliente por mais tempo. Escolha produtos e serviços com alta procura e boas vendas, mas sugira outros que possam aumentar o faturamento da empresa.

Para os consumidores, como forma de evitar fraudes, principalmente de dados bancários durante a Black Friday, é preciso garantir mais segurança na utilização dos cartões de crédito nas compras online. Para isso, é preciso se certificar que o site tem boa reputação, fugir de links suspeitos e usar uma conexão segura na hora de efetivar a compra.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados