Inflação

Cesto básico teve aumento de 1,57% em março

Na ração essencial o aumento foi de 1,73%

03 de Abril de 2020 - 18h44 Corrigir A + A -
O quilo da cenoura foi a que mais aumentou: 24,32% (Foto: Divulgação - DP)

O quilo da cenoura foi a que mais aumentou: 24,32% (Foto: Divulgação - DP)

O Procon de Pelotas identificou um aumento de 1,57% no custo do cesto de produtos básicos de consumo popular na cidade. Em fevereiro o valor havia ficado em R$ 856,86, aumentando para R$ 870,28 em março. A avaliação realizada pelo Serviço de Educação do Consumidor do Procon Pelotas leva em conta os preços de 51 produtos.  
O gasto total da ração essencial, composta por 13 produtos que devem atender as necessidades de uma pessoa durante um mês, também teve alta de 1,73%, de R$ 420,44 em fevereiro, indo para R$ 427,72 em março.  
Dentre os produtos com maior aumento no preço de venda, destaque para cenoura, leite integral e ovos. Já itens como desinfetante, massa com ovos e xampú tiveram queda. 
Aumentos:
Cenoura kg: 24,32%
Leite longa vida integral l: 22,63%
Ovos de granja Dz.: 17,39% 
Repolho kg: 15,38%
 Amaciante 2liltros: 9,56% 
Quedas:
Desinfetante 500 ml: 8,46%
Massa com ovos 500g: 6,40%
 Xampú 350 ml: 4,22%
Queijo kg: 4,15%
Sabão em pó: 3,93%
Mantiveram-se estáveis a bolacha recheada, cerveja, cigarro, massa de tomate, pão francês e sal.
  

Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados