Mercado

Cenário de queda de empregos começa a ser revertido em Pelotas e Rio Grande

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que analisou a média entre admissões e desligamentos do mês de junho

29 de Julho de 2020 - 16h04 Corrigir A + A -
Pelotas registrou 1.042 admissões e 1.106 desligamentos durante o mês de junho. (Foto: Agência Brasil)

Pelotas registrou 1.042 admissões e 1.106 desligamentos durante o mês de junho. (Foto: Agência Brasil)

Pela primeira vez desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o saldo de empregos formais em Pelotas e Rio Grande apresenta sinais de uma possível retomada. Os dados referentes ao mês de junho foram divulgados esta semana pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). “Está melhorando aos poucos, bem aos poucos”, avalia o coordenador do Escritório de Desenvolvimento Regional da Universidade Católica de Pelotas (EDR/UCPel), o economista Ezequiel Megiato.

Pelotas registrou 1.042 admissões e 1.106 desligamentos durante o mês de junho, o que gerou um saldo negativo de 64. Frente aos números de meses anteriores, como maio (-670) e abril (-1.261), o novo balanço oferece melhores perspectivas futuras, inclusive para o boletim de julho.    

Para além das aberturas e flexibilizações, um dos fatores que contribuiu para essa mudança, segundo Megiato, seria a ampla utilização do auxílio emergencial para consumo, principalmente no comércio. Foi o setor do comércio, somado ao da construção civil, que mais contratou durante o último mês na cidade.

Desta forma, projeta-se uma reversão do cenário de queda. “Há de se destacar que todos os boletins do Banco Central vêm apresentando perspectivas de que a queda do PIB do Brasil seja menos abrupta do que o que se pensava anteriormente”, comenta o coordenador do EDR.

Recuperação a caminho

O município de Rio Grande já oferece resultados positivos no balanço referente ao mês de junho do Caged. Foram 864 admissões para 929 desligamentos, totalizando um saldo de +35. As contratações do período são oriundas do setor da indústria, que registrou saldo positivo de 120.

“Rio Grande possui destaque na indústria, especialmente aquelas ligadas ao setor naval ou de escoamento pelo porto. Este, inclusive, vem batendo recordes de escoamento, enquanto algumas empresas anunciam novos investimentos na região”, avalia Megiato. O setor do comércio segue como o mais afetado em Rio Grande, com saldo negativo de 860 desde janeiro.

Números do CAGED

Saldo de empregos em Pelotas

(média entre admissões e desligamentos)

Março/20 = -195

Abril/20 = -1.261

Maio/20 = -670

Junho/20 = -64

Saldo de empregos em Rio Grande

(média entre admissões e desligamentos)

Março/20 = -382

Abril/20 = -754

Maio/20 = -278

Junho/20 = +35


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados