Questionário

Você conhece bem os nossos museus?

São 10 questões relacionadas ao Museu do Doce, MALG e Carlos Ritter

22 de Abril de 2020 - 07h30 Corrigir A + A -
Quando o Museu de Arte Leopoldo Gottuzo se mudou para o Lyceu Riograndense? (Foto: Infocenter DP)

Quando o Museu de Arte Leopoldo Gottuzo se mudou para o Lyceu Riograndense? (Foto: Infocenter DP)

A Rede de Museus da UFPel permanece fechada ao público, em virtude da necessidade de evitar aglomerações. Mas a população pode seguir em contato com os locais que a formam. Recentemente, o órgão da universidade criou um quiz, para que seja possível testar e adquirir novos conhecimentos acerca de MALG, Museu do Doce e Carlos Ritter.

O bolsista da Rede de Museus da UFPel, Roger Vilela, conta que a ideia surgiu de momento. “Neste período de isolamento social, diferentes sites e blogs utilizaram esta ferramenta para a criação de conteúdo e interação com seu público. Observando isso, pensamos que seria uma boa e simples forma de aproximar o público que nos acompanha nas redes sociais.”

O quiz possui dez questões que abordam a história e também curiosidades dos museus da UFPel. Até ontem, ele havia sido feito por 204 pessoas, com 119 conclusões. O maior percentual, 21%, acertou 6. 17% acertaram acertaram 4 e outros 15% responderam corretamente 5 vezes. Em breve, será lançado outro quiz, sobre o Laboratório Aberto de Conservação e Restauração de Bens Culturais (LACRBC)
Interações lúdicas como o quiz fazem ganhar corpo a relação afetiva que os museus devem criar com a comunidade a qual pertencem. De acordo com a coordenadora da Rede de Museus, a professora Silvana Bojanoski, é interessante que as pessoas lembrem, voltem, participem das atividades que neles acontecem. “Ali são possíveis vivências lúdicas que despertam memórias, afetos e tantos outros sentimentos.”, diz, citando relatos de pessoas que voltam ao Carlos Ritter e afirmam recordar de visitas feitas com a escola.

Outras ações
Como ainda não há previsão para reabertura dos museus, a direção de cada casa trabalha em outras ações para manter o vínculo com o público. O Museu de Ciências Naturais Carlos Ritter, por exemplo, completará 50 anos no dia 21 de maio. Em comemoração, haverá lançamento de nova marca e uma série de atividades a serem divulgadas em breve.

O MALG, que em janeiro inaugurou a exposição O eu: entre o autorretrato e a selfie, que tinha entre as propostas a provocação para que os visitantes tirassem selfies pelo museu. Com o isolamento, a ideia foi ampliada e foi proposto que o público produzisse fotos que registrassem o momento vivido. Elas estão sendo publicadas no instagram da instituição. Além disso, a casa já possui as obras de Leopoldo Gotuzzo disponíveis para visualização em seu site.

O Museu do Doce tem mantido o contato com o público através das redes sociais. Na página oficial no Facebook, a equipe tem publicado retrospectivas de exposições realizadas e séries temáticas com textos e imagens. Ações que já vinham sendo realizadas desde o ano passado, mas que foram intensificadas durante o período de isolamento social. Em breve, será iniciado um formato novo, com receitas de doces antigos e contemporâneos.

Durante a quarentena, a Rede de Museus também tem realizado conversas online sobre arte e cultura. A próxima será realizada amanhã sobre a pesgte negra e as representações do contágio no Ocidente. Ela ocorrerá às 17h e mais informações podem ser adquiridas no link https://bit.ly/3bpkJXB.


Acesse o quiz aqui.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados