Certame

Viralize celebra a música em Arroio Grande

Competição levará músicos de diferentes regiões do Estado e do país para o município

17 de Junho de 2022 - 21h03 Corrigir A + A -

Por: Ana Cláudia Dias
anacl@diariopopular.com.br 

Evento tem concorrentes de diferentes partes do estado e do país nas categorias, Palco Geral, Palco Local e Tela (Imagem: Pixabay - Especial DP)

Evento tem concorrentes de diferentes partes do estado e do país nas categorias, Palco Geral, Palco Local e Tela (Imagem: Pixabay - Especial DP)

Jurados Priscila Olave, Leandro Maia, Martim Cesar Gonçalves, Carlos Machado e Sidney Bretanha (D), na foto com a secretária de Cultura, fizeram a seleção dos concorrentes (Foto: Divulgação - Especial DP)

Jurados Priscila Olave, Leandro Maia, Martim Cesar Gonçalves, Carlos Machado e Sidney Bretanha (D), na foto com a secretária de Cultura, fizeram a seleção dos concorrentes (Foto: Divulgação - Especial DP)

Neste sábado (18), a partir das 20h, ocorre a primeira edição do Viralize - O Festival, concurso de música popular de Arroio Grande. Em formato híbrido, o evento será realizado de forma presencial no Centro de Cultura Basílio Conceição e parte virtual. Concorrem às premiações compositores de diferentes partes do estado e do país nas categorias, Palco Geral, Palco Local e Tela. Realização prefeitura do município e Rádio Difusora.

O festival se originou a partir do primeiro edital lançado pela prefeitura de Arroio Grande ainda em 2020, quando todas as atividades culturais presenciais estavam suspensas em função da pandemia. "Era um edital, chamado Viralize, para premiação de projetos culturais com recursos do Fundo Municipal de Cultura, para auxiliar financeiramente e também para não deixar a produção cultural morrer", explica a secretária de Cultura, Anelize Carriconde.

No ano seguinte um novo edital, intitulado Viralize - A cura, foi criado. Com estas duas seleções públicas, somadas as, então, proporcionados pela Lei Aldir Blanc, a Secretaria pode se certificar, por meio de cadastramento, que 49% dos cadastrados estão ligados à área da música "Não podemos deixar esses dados de lado, essa modalidade é bem significativa aqui no município", diz.

Durante esse período as iniciativas virtuais se tornaram a saída e a secretária entende que é interessante manter o apoio a quem encontrou na web um ambiente para manter a sua arte. "Criamos o festival Viralize para acentuar essa característica que surgiu durante a pandemia, de utilização dos meios virtuais", diz. Além deste aspecto, a comunidade terá neste sábado a oportunidade de celebrar o retorno de grandes eventos presenciais. "Eventos como este promovem a troca de saberes entre os músicos e os técnicos e com o próprio público."

Troféu para a mais curtida

As 14 composições selecionadas na categoria Palco vão receber uma ajuda de custo de R$1,2 mil cada uma, além de concorrerem a uma premiação de R$700,00, R$500,00 e R$300, respectivamente, para os primeiro, segundo e terceiro lugares. Melhor Instrumentista e Melhor Intérprete recebem R$500,00 cada um.

Os concorrentes da categoria Tela, destinada a compositores de fora da Zona Sul, terão as gravações das composições exibidas durante o evento. Estes músicos só não receberão a ajuda de custo, mas os valores das premiações do primeiro ao terceiro lugar são os mesmos. "Tivemos inscritos do Recife, Santa Catarina, Bahia e de outros locais do país", conta Anelize.

Desde o dia 20 de maio os classificados da categoria Tela também estão concorrendo ao troféu Viralizou, ou seja leva, quem tiver mais curtidas na postagem original da música, que está na fan page Viralize - o festival, no Facebook. "Disponibilizamos as composições na rede e o pessoal está em campanha. Foi um movimento bem interessante para divulgação do Festival e mobilização do pessoal", fala a secretária. A votação é válida até as 17h deste sábado.

No total o evento recebeu 120 inscritos, que passaram pela seleção do corpo de jurados, formado pelos músicos Leandro Maia, Martin César Gonçalves, Sidnei Bretanha, Priscila Olave, juntamente com o jornalista Carlos Machado. Entre as composições classificadas o público vai ouvir canções de diferentes estilos, a exemplo do rock, samba, pop, bolero e milonga.

A entrada no Festival é gratuita. Para o público, a organização solicita a doação de um agasalho. Os donativos vão incrementar a Campanha do Agasalho do município. O Viralize - O Festival será também transmitido pela fan page do evento no Facebook e pelo Youtube no canal AGTV Web.

Serviço

O quê: Viralize - O Festival

Quando: sábado, a partir das 20h

Onde: Centro de Cultura Basílio Conceição, em Arroio Grande

Entrada franca: Pede-se a doação de um agasalho

 

Transmissão: Facebook (Viralize - O Festival) e pelo canal AGTV Web no Youtube

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados