Telona

Vem ver cinema francês de graça

Festival Varilux disponibiliza cinquenta títulos de forma aberta ao público

30 de Abril de 2020 - 13h35 Corrigir A + A -

"Quem você pensa que sou" tem Juliette Binoche no elenco

Com a impossibilidade de fazer sessões presenciais, o Festival Varilux de Cinema Francês se apropriou da internet. O projeto, que tem no Cineflix Pelotas o representante na cidade, disponibilizou cinquenta títulos que marcaram os anos anteriores, em uma edição especial e gratuita no ambiente virtual.

O Varilux é, hoje, o principal festival de cinema francês do mundo, com mais de 180 mil espectadores em salas de todo o Brasil. A iniciativa é patrocinada por Essilor/Varilux e pela embaixada francesa no País e é realizada pela Bonfim. O intuito é é levar a cultura cinematográfica francesa, uma das mais conhecidas e apreciadas no mundo, para a maior quantidade possível de pessoas. O festival deve ocorrer da forma tradicional no segundo semestre, quando serão exibidos filmes inéditos. Não há uma previsão de data, entretanto.

Os filmes estão todos com legenda em português disponível e podem ser vistos de forma gratuita através da plataforma de streaming Lookie (veja abaixo um passo a passo). A seleção é bastante variada: existem desde longas que abordam a história da França, até dramas profundos, passando por comédias divertidas para a família e também para o público adolescente. 

História e cultura da França

Para os que se interessam pela história da França e pela sua cultura, a recomendação é A Revolução em Paris, magnífico afresco (selecionado para o Festival de Veneza em 2018) sobre os homens e mulheres responsáveis pelo nascimento da República e pela deposição do Rei. Ainda no gênero histórico, O Imperador de Paris nos transporta para a era napoleônica, no rastro de Vidocq, um criminoso nada convencional, interpretado por um sombrio Vincent Cassel. Os amantes da pintura poderão descobrir Gauguin, Viagem ao Taiti, vivido de forma magistral pelo mesmo Vincent Cassel. 

Mulheres fortes

O festival dá destaque também para as mulheres com quatro histórias tão peculiares como comoventes, vividas por quatro atrizes sublimes: O Poder de Diane (com a fantástica Clotilde Hesme); Lulu nua e Crua, (feel good movie com a irresistível Karin Viard); Filhas do Sol, sobre as combatentes curdas, com a emocionante Golshifteh Farani, e Quem você acha que sou, com Juliette Binoche em uma de suas melhores atuações.

Animações

Para as crianças (e os adultos que apreciam o cinema de animação), o festival seis filmes dublados que combinam poesia, humor e ação: A Raposa Má (Prêmio César do Melhor Filme de Animação em 2013), Abril e o Mundo Extraordinário; Asterix e o domínio dos Deuses; Asterix e o Segredo da Poção Mágica; O Menino da Floresta e Um Gato em Paris.

Consagrados

Além de jovens diretores, o festival conta também com nomes consagrados do Cinema. Olivier Assayas entusiasma os apreciadores de filmes intimistas com um french touch característico em Vidas Duplas, marcado por seus diálogos afiados, interpretados por atores e atrizes em perfeita harmonia (Binoche, Canet, Macaigne). Anne Fontaine surpreende com uma releitura provocadora do conto da Branca de Neve (Branca como a Neve), conseguindo realizar um filme impactante a respeito da intolerância, da homofobia e da salvação por meio da arte (Marvin). Também está disponível o filme de François Ozon, Graças a Deus, que conquistou o Urso de Prata e o Prêmio do Júri Popular no Festival de Berlim 2019, baseado na história real que resultou no afastamento do cardeal francês Philippe Barbarin.

Como assistir

  1. Acesse o link
  2. Quando selecionar o filme, você será encaminhado diretamente para a plataforma de streaming Lookie

  3. Neste local, encontrará mais informações sobre o filme escolhido e, caso queira assistir, será preciso preencher um cadastro, ou fazer um login. 

  4. Divirta-se


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados