On-line

Valorizar a oralidade para fortalecer a cultura

Final de semana converte para a celebração do Dia do Patrimônio

14 de Agosto de 2020 - 13h55 Corrigir A + A -

Por: Ana Cláudia Dias
anacl@diariopopular.com.br 

Todo material gráfico das edições anteriores foi digitalizado (Foto: Paulo Rossi - DP)

Todo material gráfico das edições anteriores foi digitalizado (Foto: Paulo Rossi - DP)

Nem mesmo a pandemia vai impedir Pelotas de celebrar o Dia do Patrimônio. Com uma edição totalmente virtual o evento, que tem sido um sucesso de público no últimos seis anos, celebra em 2020 a Oralidade e o Patrimônio Cultural. Uma programação especial estará acessível sábado (15), domingo (16) e segunda-feira (17), sendo que para este dia ocorrerão atividades de Educação Patrimonial especialmente voltadas para os alunos das escolas públicas e privadas.

A gerente de Manifestações Populares da Secretaria de Cultura (Secult), Helenira Brasil Dias, explica que o objetivo é promover, além de divulgar, o Patrimônio Histórico Cultural local, aproximando a comunidade do debate sobre preservação patrimonial. As atividades de forma on-line serão disponibilizadas por meio de vídeos, fotos, áudios e/ou escritos, exposições com a indicação de links que permitam inclusive a visitação à prédios históricos, manifestações artísticas, oficinas técnicas, ações de educação patrimonial entre outras.

Nesta sexta-feira (14), às 19h, ocorre a primeira atividade, o lançamento do e-book Acessibilidade Cultural: Atravessando fronteiras, pelo link https://webconf2.ufpel.edu.br/b/des-kpu-ut4, uma ação da Rede de Museus UFPel. A programação completa pode ser acessada pelo site doce.pelotas.com.br.

Helenira Brasil destaca que os internautas vão ter ainda acesso a todo material gráfico produzido nas edições anteriores do Dia do Patrimônio, como os postais, que foram distribuídos desde 2014. "Tudo digitalizado, um material riquíssimo para download. Qualquer cidadão vai poder entrar ali e ter acesso. Com este material a Secretaria de Cultura vai dar acessibilidade a tudo o que a gente conseguiu produzir", diz Helenira. Este material, bem como um quizz, um almanaque lúdico e vídeos estão no site doce.pelotas.com.br.

Segundo a gerente é muito bom poder resgatar todo um trabalho feito anteriormente. "Tudo foi feito com muito atenção ao que estava acontecendo, começando pelo conceito de patrimônio."

Para Helenira disponibilizar esse material via internet vai ao encontro da temática deste ano que é valorizar a oralidade. "Tu possibilita que um conte para o outro. A secretaria nesta edição cumpre o seu papel quando resgata o que já passou e dá a devida importância a oralidade, que é o que vai ajudar a garantir a continuidade."

O Dia do Patrimônio virtual tem a coordenação da Secult, através do secretário, Giorgio Ronna, e da gerente Helenira Brasil, com o apoio do secretário de Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação (SDETI), Gilmar Bazanella, da diretora do Museu da Baronesa, Fabiane Moraes, e dos servidores Mariana Veiga, Leonardo Resende, Eloíse Schimdt.

Educação patrimonial

Neste ano, mesmo sem a possibilidade de visitação presencial, as escolas também poderão integrar seus alunos ao evento. Segundo Helenira todas as escolas vão ser convidadas a participar das atividades de segunda-feira, dia 17. "Hoje (14) os professores já poderão acessar a programação e planejar o que querem trabalhar na segunda-feira (17)."

Para integrar sua turma à programação didática o professor deve enviar um e-mail para a diadopatrimonio.pelotas@gmail.com, dizendo que quer participar, colocando o seu nome, qual turma quer inscrever e qual ela escola pertence.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados