Atração

Uma noite especial

Show de Duca Leindecker, ex-Cidadão Quem e ex-Pouca Vogal, integra a programação de aniversário da UFPel

05 de Novembro de 2019 - 14h32 Corrigir A + A -
Ao vivo. Músico se apresenta quinta-feira no auditório da Faem. (Foto: Divulgação - DP)

Ao vivo. Músico se apresenta quinta-feira no auditório da Faem. (Foto: Divulgação - DP)

Dentro das comemorações dos 50 anos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), o cantor Duca Leindecker apresenta o show Solo no auditório Wilson de Oliveira, na Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (Faem), no campus Capão do Leão. O repertório é formado por canções de diversas fases da carreira do artista.

Expoente do pop e do rock gaúcho, Leindecker integrou a banda Cidadão Quem ao lado do seu irmão Luciano e com a participação de outros músicos. A trajetória iniciada em 1990 contemplou a gravação de sete álbuns e um DVD acústico, emplacando sucessos como Girassóis, Os segundos, Pinhal, Música inédita, O amanhã colorido e Dia especial.

O grupo interrompeu as atividades em 2008, quando Luciano descobriu um câncer na medula óssea. Enquanto isso, Duca desenvolveu um projeto com o amigo Humberto Gessinger intitulado Pouca Vogal, que reunia tanto canções inéditas quanto hits da Cidadão Quem e da Engenheiros do Hawaii. Produziram um CD e um DVD, mas veio a terminar em 2012.

A Cidadão Quem chegou a ensaiar apresentações comemorativas, mas a morte de Luciano, em 2014, concedeu um fim definitivo para a banda. Ao invés de buscar outros parceiros, Leindecker lançou-se em carreira solo com o álbum Voz, violão e batucada. Na sequência, o DVD Plano aberto reuniu as músicas marcantes de seus vários projetos.

Em 2018, o compositor, cantor e instrumentista porto-alegrense lançou o seu segundo disco, Baixar armas. As 13 faixas inéditas são consideradas um convite à reflexão sobre o ódio e a intolerância propagados desenfreadamente na sociedade contemporânea. Depois de quase 30 anos de carreira, Duca conta que o que lhe move é o desafio de produzir novas canções e diferentes sonoridades.

O show em Pelotas passeia pelos sucessos da Cidadão Quem, do projeto Pouca Vogal e dos discos solo da atual fase. Leindecker toca piano, violão e percussão, em um palco montado com os instrumentos a sua disposição.

Parceria bem-vinda
A atividade é um dos destaques da programação de aniversário da UFPel, cuja data oficial foi celebrada no dia 8 de agosto. A pró-reitora de Extensão e Cultura, Francisca Michelon, salienta outras ações já realizadas, como a concessão de títulos eméritos tanto para professores quanto técnicos-administrativos em evento que ocorreu neste mesmo mês. “Foi um ato em alusão à memória daqueles que participaram e ainda participam da vida da Universidade”, comenta.

Soma-se também a vinda da Orquestra de Instrumentos Autóctones e Novas Tecnologias (Argentina) no último mês de outubro; a participação de um estande da UFPel na 47ª Feira do Livro de Pelotas; e o desenvolvimento da Semana Integrada de Inovação, Ensino, Pesquisa e Extensão (Siiepe) especialmente na Faem. “Escolhemos o campus Capão do Leão para reverenciar o prédio que simboliza a origem da Universidade”, explica Francisca. O mesmo vale para a realização do show desta quinta-feira.

A proposição, inclusive, foi da equipe executiva do artista, explica a pró-reitora. “O produtor cultural do Duca procurou a gestão da UFPel, demonstrando interesse em agregar as comemorações dos 50 anos. Avaliamos como positiva a proposta, principalmente pela representatividade em termos culturais”, comenta.

A Universidade não dispôs de verba pública para custear o evento. “Pelo contrário, estamos ganhando ingressos que serão sorteados e a comunidade acadêmica, entre professores, alunos e funcionários, ainda paga meia-entrada”, informa. O sorteio de 50 contemplados com entrada gratuita foi realizado ontem. A capacidade do auditório é de apenas 480 lugares.

Serviço:
O quê: show de Duca Leindecker

Quando: quinta-feira (7), às 21h

Onde: auditório da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (Faem), no Campus Capão do Leão

Ingressos: à venda por R$ 50,00 (meia) e R$ 100,00 (inteira) através do site www.blueticket.com.br. Bilhetes não estão mais disponíveis na loja Multisom


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados