Pandemia + crise

Um 20 de Setembro diferente, mas não menos celebrado

Apesar das limitações impostas pela pandemia, entidades tradicionalistas planejaram uma série de atividades para comemorar o feriado farroupilha

20 de Setembro de 2021 - 08h30 Corrigir A + A -
Em Pelotas. Município não terá desfile pelo segundo ano seguido (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Em Pelotas. Município não terá desfile pelo segundo ano seguido (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Pelo segundo ano consecutivo, a avenida Bento Gonçalves, que leva o nome daquele que foi o presidente da República Rio-grandense, ficará vazia em Pelotas. Em decorrência das limitações impostas pela pandemia, as entidades tradicionalistas não poderão realizar o Desfile Farroupilha, que acontecia anualmente até 2019. Porém, isso não significa que a data não será comemorada na cidade. Os Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) prepararam uma série de comemorações para manter a tradição viva e dar continuidade a este legado que já dura quase dois séculos.

A 26ª Região Tradicionalista (26ª RT), que abrange a região de Pelotas, programou uma carreata para esta segunda-feira. A concentração inicia às 9h, na sede do Campus Pelotas do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), e o ato começa às 10h. O trajeto prevê passagens pela rua Lobo da Costa, seguindo pelo entorno da praça Coronel Pedro Osório, passando pela rua Tiradentes e utilizando a avenida Juscelino Kubitscheck para chegar até a avenida Bento Gonçalves. Após este caminho, há o retorno para a Praça 20 de Setembro, ponto inicial do trajeto.

A orientação da direção da 26ª RT é de que cada entidade coloque sua bandeira nos capôs dos veículos e tiras das cores da bandeira do Estado nos espelhos dos carros ou na melhor visibilidade possível. “Ainda vivemos muitas restrições por causa da pandemia, mas muitos CTGs estão realizando almoços para celebrar a data. Esta carreata do tradicionalismo no dia 20 é muito especial para nós. É uma forma de não deixar passar em branco”, destaca o coordenador da 26ª Região Tradicionalista, Márcio Adir Corrêa.

Programação nas entidades

Quem quiser matar um pouco da saudade dos festejos poderá ir até a União Gaúcha João Simões Lopes Neto. A centenária instituição, fundada em 1899 e uma das pioneiras do município, irá realizar um desfile alusivo ao 20 de Setembro dentro do seu parque, situado na avenida Engenheiro Ildefonso Simões Lopes, 531. Esta atividade inicia às 10h e o espaço terá uma limitação de até 150 pessoas.

O desfile antecede o almoço “Traz que a gente assa”, marcado para o meio-dia. A proposta é simples. Os tradicionalistas que quiserem participar, precisam levar seu espeto com carne e identificado com nome e o churrasco será assado também no Parque da União Gaúcha, com a mesma limitação de até 150 pessoas. “Cumprimos nossa missão como tradicionalistas, embora em proporções menores conseguimos comemorar. Foi possível reabrirmos nossas portas depois de longos 18 meses com as atividades interrompidas, respeitando os decretos municipal e estadual, e vivenciando nossa cultura gaúcha. Somos gratos a todos que nos visitaram e que souberam da importância de cultuar a tradição todos os dias do ano”, afirma o patrão da União Gaúcha, Romualdo Cunha Júnior.

No final da tarde, a União ainda celebra uma missa crioula, às 17h, e realiza a cerimônia de extinção da chama, às 20h. Ambas acontecem na sede social da instituição e com a mesma limitação de espaço das atividades anteriores.

O CTG Coronel Thomaz Luiz Osório, situado no bairro Fragata, também irá abrir os portões da entidade para celebrar o legado farroupilha. Nesta segunda-feira, a instituição realiza um almoço presencial em sua sede, mas, com lugares já reservados antecipadamente. No decorrer da tarde, a partir das 16h, acontece a extinção da Chama e a conclusão da Semana Farroupilha no Centro. “Nós passamos um ano e meio de portas fechadas e tivemos problemas na estrutura do pavilhão. Só de poder reunir o pessoal, fazer rondas e distribuir caldos para quem chega no CTG é uma grande alegria. Seguindo todos os protocolos de saúde, a gente consegue rever amigos que tínhamos convivência diária. Isso dá um prazer muito grande. Só quem vive o dia a dia sabe a falta que o CTG faz pra nós”, afirma o patrão do CTG Coronel Thomaz Luiz Osório, Marcelo Crizel.
No próximo final de semana, o CTG participa de um almoço solidário em parceria com a 26ª Região Tradicionalista, que distribuirá marmitas para a população em situação de vulnerabilidade social no Fragata.

Candiota e Turuçu  realizam desfile 

Na Zona Sul, duas cidades irão celebrar a Revolução Farroupilha com atividades semelhantes. Em Candiota, irá acontecer o tradicional Desfile Farroupilha. A concentração está marcada para as 14h, na estrada de acesso ao Candiotão. O desfile está programado para iniciar a partir das 15h, na avenida 24 de Julho. O ato encerrará a Semana Farroupilha. Após a passagem das entidades, ocorrerá a conclusão das festividades, com show de Alexandre Brose e grupo.

Outro município com desfile confirmado é Turuçu. Após almoço no acampamento, a partir das 13h30min, 30 participantes vão deixar o locar para desfilar na cidade

Em Rio Grande, não ocorrerá o Desfile Farroupilha, mas sim, uma cavalgada comemorativa à data, com saída do Sindicato Rural às 8h30min, em direção ao Centro da cidade. A atividade leva este nome por se tratar de um festejo no qual não haverá palanque e nem arquibancada, tanto que as autoridades poderão assistir às movimentações das sacadas da prefeitura. O público em geral poderá acompanhar o trajeto em vários pontos da cidade, evitando aglomerações.

A Secretaria de Cultura de Rio Grande explica que não serão permitidas carretas ou similares com crianças e público, nem caminhadas tradicionalistas nesta cavalgada. Só irão participar cavalos que estiverem previamente identificados com pulseiras. A atividade será encerrada com a extinção da chama farroupilha, no monumento em homenagem a Bento Gonçalves, na praça Tamandaré, no Centro da cidade.

No Cassino, não ocorrerá nenhuma programação para evitar aglomerações, já que os piquetes estão organizados para receber os cavalarianos após estes festejos. Porém, há atividades específicas no Acampamento Farroupilha programadas até o dia 26.

 

Notícias relacionadas


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados