Mostra

Três cores em imagens e versos

Exposição na prefeitura apresenta fotografias e poemas inspirados na trajetória recente do Grêmio Atlético Farroupilha

23 de Abril de 2019 - 13h05 Corrigir A + A -
Registro do acesso em 2018. (Foto: Gabriel Xavier)

Registro do acesso em 2018. (Foto: Gabriel Xavier)

Momento.  Gabriel Xavier (E) e Carlos Vacaria (D) . (Foto: Jô Folha)

Momento. Gabriel Xavier (E) e Carlos Vacaria (D) . (Foto: Jô Folha)

O jogo se encaminha para o fim. Todas as dificuldades do mundo às costas, o Grêmio Atlético Farroupilha conquista a vaga na Divisão de Acesso 2019. Com toda a memória do que passou, o atleta ajoelha-se no gramado, põe a mão no rosto e chora lágrimas de felicidade. É esse lado romântico, literário do esporte, que a exposição Poética Esportiva apresenta até sexta-feira na Sala Frederico Trebbi na prefeitura. O evento é uma homenagem aos 93 anos do Fantasma do Fragata.

São fotos do jornalista Gabriel Xavier unidas a textos do poeta Carlos Vacaria. Grande torcedor do Tricolor pelotense, Vacaria foi convidado pelo presidente, Coronel Marcus Napoleão, para, em 2019, relatar os melhores momentos das partidas do clube de uma forma diferente nas redes sociais. Da mente dele, as resenhas foram apresentadas ao público de forma poética, com rimas e tudo o que têm direito. “Os próprios jogadores gostaram muito. Comentam comigo que precisam jogar bem para ganhar poesia”, conta, orgulhoso. “Tento sempre relatar o jogo em si, mas com foco na garra, na vontade mesmo. Na emoção do gol.”

Vacaria é apaixonado pelo Farrapo desde 1985, quando se mudou para Pelotas. A explicação, se é que ela é necessária, ele demora a encontrar, tantos são os motivos. “É um clube muito carismático. O torcedor acaba se aproximando muito, tanto das alegrias, quanto das dificuldades”, comenta. “A minha afilhada tem colegas que torcem para Grêmio e Internacional e ela seguidamente fica chateada, porque riem dela por isso. Mas eu disse para ela perguntar quais deles conhecem os jogadores, têm esse contato próximo. Nenhum. O Farroupilha funciona muito como uma família”, completa. Vacaria, inclusive, não pôde estar presente no jogo do acesso. Estava hospitalizado e não podia estar “com sua gente”, mas levou bandeiras, camisas, tudo para criar o cenário ideal para um momento tão marcante. “Fiquei em contato com os jogadores o tempo todo”, conta.

O jornalista estava lá - é dele o registro emocionado do jogador Caio no momento em que o Fantasma ascendeu à divisão superior. A trajetória dele com a fotografia esportiva, contudo, vem de antes, desde a época da faculdade, em meados de 2010. “É um cenário que permite uma imagem sempre bastante plástica, com identidade”, comenta. “Fiquei feliz por ter registrado aquele que foi certamente um dos momentos mais bonitos que presenciei com o futebol.”

“O grito preso na garganta
Ganha gesto, vida e voz
Quanta esperança contida,
Quanto julgamento atroz.
Teu sentimento verdadeiro,
Tua emoção, guerreiro,
É a expressão de todos nós”

Carlos Vacaria

Serviço:
O quê: exposição Poética esportiva

Onde: Sala Frederico Trebbi, na Prefeitura

Quando: até sexta-feira, das 14h às 18h

Entrada franca


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados