Pandemia

Todos juntos, ainda que distantes

Aplicativos e programas para chamadas de vídeo são interessante recurso na hora de matar a saudade durante o isolamento

13 de Abril de 2020 - 14h08 Corrigir A + A -
Celebração.  Amigos fizeram festa de aniversário para a estudante Luana. (Foto: Divulgação - DP)

Celebração. Amigos fizeram festa de aniversário para a estudante Luana. (Foto: Divulgação - DP)

Ao perceber que o aniversário cairia justo durante o período de isolamento social, a estudante de Letras Português/Francês na UFPel, Luana Durante Oliveira, ficou abalada. Os amigos logo trataram de solucionar o problema: organizaram uma festa surpresa realizada através de chamada de vídeo. O recurso tem sido grande aliado em meio à quarentena para muita gente, possibilitando que as pessoas sigam conectadas mesmo distantes.
A festa acabou não sendo surpresa exatamente porque, durante as combinações, Luana também estava presente na chamada. Mesmo assim, aconteceu, agora com a aniversariante organizando junto aos companheiros de república, que com ela se encontram isolados - e, claro fizeram o bolo favorito da estudante. “Cantamos parabéns e depois partimos para jogar Gartic e Stop”, conta, acrescentando que por ter se realizado de forma virtual, a festa se tornou mais especial. “Cada um chegando na sala on-line que criamos foi lindo demais! É nesses momentos que conseguimos contornar os dias em quarentena, é nosso momento de escape e esses momentos têm feito a diferença nos nossos dias.”

As junções continuam
Não é por que fisicamente não são indicadas que as junções de amigos não podem acontecer. Elas precisam apenas ser adaptadas e o grupo do estudante Heitor Matozo é bom exemplo. Eles se reúnem através de chamadas de vídeo para assistir a programas de TV, curtir jogos on-line e até jantar em companhia uns dos outros.
Pode ser de duas a cinco pessoas, pode acontecer de aparecerem 30. Ele conta que a ideia já existia anteriormente, mas a necessidade de isolamento social foi o gancho necessário para colocá-la em prática. “Em função da situação em que vivemos na atualidade, acabamos por usar a ferramenta como um modo de nos mantermos próximos.”

Família
Além dos amigos, as chamadas de vídeo são opção para quem quer se manter perto dos familiares. Saber se estão todos bem, lavando as mãos, respeitando a querentena e, principalmente sentir-se acolhido.

A cozinheira Aline Dias tem as usado para esse fim: todos os dias conversa com o pai, a irmã e a sobrinha de dois meses, que ela não vê desde o início da quarentena. “Certamente é um forma de nos sentirmos perto uns dos outros e de compartilharmos informações e sentimentos”, comenta.

Confira dicas de aplicativos
Zoom - https://zoom.us/

Discord - https://discordapp.com/

Skype - https://www.skype.com/

Hangouts - https://hangouts.google.com/


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados