Música

Rumo à positividade

Tom Neves realiza, neste domingo, show de lançamento do álbum "Caminho do bem"

11 de Dezembro de 2019 - 15h00 Corrigir A + A -
Músico porto-alegrense fez carreira em Pelotas (Foto: Divulgação - DP)

Músico porto-alegrense fez carreira em Pelotas (Foto: Divulgação - DP)

Projeto é financiado pelo Procultura municipal (Foto: Divulgação - DP)

Projeto é financiado pelo Procultura municipal (Foto: Divulgação - DP)

Multicolorido, formado por constelações, planetas e até partículas subatômicas, o universo presente na capa, na contra, no CD e no encarte do novo álbum do músico Tom Neves representa um Cosmos onde agem exclusivamente energias positivas. "É assim que enxergo o caminho para o bem", define. Carregado de esperança por dias melhores, o disco financiado pelo Procultura ganha show de lançamento, neste domingo, no Parque da Baronesa.

Numa mistura de pop, soul e reggae, o projeto conta com 11 faixas autorais, com letras compostas por Neves e arranjos sob responsabilidade da banda ConeSoul. As faixas variam entre uma vertente pacífica, ligada a família, fé e amores, e um lado questionador, dotado de crítica social, vide as canções Ruas, que perpassa o descaso com os espaços públicos, e a faixa-título, Caminho do bem, que avança por temática racial. "Nas demais, a contestação é mais sutil", entrega.

As canções foram gravadas em outubro do ano passado e masterizadas em janeiro na capital uruguaia. O lançamento atrasou devido à demora no repasse de verba disponibilizada pela prefeitura. Porém, durante o processo, Neves começou a divulgar as faixas em seus shows e, também, lançou videoclipes.

Três canções foram escolhidas como singles: Florescer, Água de amor e Caminho do bem. O álbum encontra-se disponível nas plataformas virtuais desde junho deste ano. "É muito gratificante perceber que a mensagem, colocada inicialmente no papel e depois gravada em música, chegou às pessoas. Acaba inspirando ainda mais composições", acredita.

Diferentes projetos
Este é o segundo disco solo lançado por Tom Neves. O músico é natural de Porto Alegre, mas reside em Pelotas há 12 anos. Atuou como vocalista nas bandas Suprema Ordem e Arquivo Rasta, sendo integrante ainda na Quintal de Sinhá e na Solo Fértil, enquanto instrumentista. O primeiro lançamento foi Nas suas mãos, de 2013. 

Há mais de um ano, Neves dedica-se ao Tributo a Tim Maia, que tem obtido amplo reconhecimento nas cidades da Região Sul. Recentemente, lançou outro projeto, o Especial Djavan, que já percorreu diversos bares e casas noturnas. Para 2020, ele pretende lançar mais um produto: Especial Seu Jorge. Nos três, Tom assume os vocais e vem acompanhado de Sandro Motta (trompete), Otávio DelleVedove (saxofone) e Estevão Pereira (trombone).

"Ainda é difícil trabalhar com música autoral, mas as plataformas virtuais ajudam na divulgação", avalia o artista. Conta que a situação tem melhorado, uma vez que durante as apresentações tem recebido pedidos para tocar as canções próprias. Ainda assim, a proposta autoral fica direcionada para eventos como Sete ao Entardecer, Feira do Livro e Fenadoce.

Encontro na Baronesa
O show deste domingo inclui cerca de 15 músicas da carreira de Tom Neves. São 11 faixas do Caminho do bem; algumas releituras, com destaque para Respeitem meus cabelos, brancos, de Chico César, e Alma não tem cor, composta por André Abujamra; além de canções do primeiro álbum, entre elas Preta Maria. 

A banda inclui os músicos João Lovato (guitarra), Igo Santos (bateria) e Ottoni De Leon (baixo). Antes da apresentação, o som fica sob o comando dos DJs Gigante e Lúcio. As cópias físicas do álbum podem ser adquiridas em diversos locais da cidade (CD House, Bar do Zé, Del Pátio e Bazar da Cerveja) e, inclusive, durante o evento.

O quê: Show de lançamento do disco Caminho do bem, de Tom Neves
Quando: domingo (15), às 16h
Onde: Parque da Baronesa, na avenida Domingos de Almeida, 1.490
Entrada franca

Multicolorido, formado por constelações, planetas e até partículas subatômicas, o universo presente na capa, na contra, no CD e no encarte do novo álbum do músico Tom Neves representa um Cosmos onde agem exclusivamente energias positivas. "É assim que enxergo o caminho para o bem", define. Carregado de esperança por dias melhores, o disco financiado pelo Procultura ganha show de lançamento, neste domingo, no Parque da Baronesa. Numa mistura de pop, soul e reggae, o projeto conta com 11 faixas autorais, com letras compostas por Neves e arranjos sob responsabilidade da banda ConeSoul. As faixas variam entre uma vertente pacífica, ligada a família, fé e amores, e um lado questionador, dotado de crítica social, vide as canções Ruas, que perpassa o descaso com os espaços públicos, e a faixa-título, Caminho do bem, que avança por temática racial. "Nas demais, a contestação é mais sutil", entrega.As canções foram gravadas em outubro do ano passado e masterizadas em janeiro na capital uruguaia. O lançamento atrasou devido à demora no repasse de verba disponibilizada pela prefeitura. Porém, durante o processo, Neves começou a divulgar as faixas em seus shows e, também, lançou videoclipes. Três canções foram escolhidas como singles: Florescer, Água de amor e Caminho do bem. O álbum encontra-se disponível nas plataformas virtuais desde junho deste ano. "É muito gratificante perceber que a mensagem, colocada inicialmente no papel e depois gravada em música, chegou às pessoas. Acaba inspirando ainda mais composições", acredita. 
*Diferentes projetos*Este é o segundo disco solo lançado por Tom Neves. O músico é natural de Porto Alegre, mas reside em Pelotas há 12 anos. Atuou como vocalista nas bandas Suprema Ordem e Arquivo Rasta, sendo integrante ainda na Quintal de Sinhá e na Solo Fértil, enquanto instrumentista. O primeiro lançamento foi Nas suas mãos, de 2013. Há mais de um ano, Neves dedica-se ao Tributo a Tim Maia, que tem obtido amplo reconhecimento nas cidades da Região Sul. Recentemente, lançou outro projeto, o Especial Djavan, que já percorreu diversos bares e casas noturnas. Para 2020, ele pretende lançar mais um produto: Especial Seu Jorge. Nos três, Tom assume os vocais e vem acompanhado de Sandro Motta (trompete), Otávio DelleVedove (saxofone) e Estevão Pereira (trombone)."Ainda é difícil trabalhar com música autoral, mas as plataformas virtuais ajudam na divulgação", avalia o artista. Conta que a situação tem melhorado, uma vez que durante as apresentações tem recebido pedidos para tocar as canções próprias. Ainda assim, a proposta autoral fica direcionada para eventos como Sete ao Entardecer, Feira do Livro e Fenadoce.
*Encontro na Baronesa*O show deste domingo inclui cerca de 15 músicas da carreira de Tom Neves. São 11 faixas do Caminho do bem; algumas releituras, com destaque para Respeitem meus cabelos, brancos, de Chico César, e Alma não tem cor, composta por André Abujamra; além de canções do primeiro álbum, entre elas Preta Maria. A banda inclui os músicos João Lovato (guitarra), Igo Santos (bateria) e Ottoni De Leon (baixo). Antes da apresentação, o som fica sob o comando dos DJs Gigante e Lúcio. As cópias físicas do álbum podem ser adquiridas em diversos locais da cidade (CD House, Bar do Zé, Del Pátio e Bazar da Cerveja) e, inclusive, durante o evento. 
O quê: Show de lançamento do disco Caminho do bem, de Tom NevesQuando: domingo, às 16hOnde: Parque da Baronesa, na avenida Domingos de Almeida, 1.490Entrada franca

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados