Na tela

O cinema catástrofe está de volta

Em semana sem estreias no país, nova versão de Terremoto é atração no Cineflix

19 de Março de 2020 - 13h32 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Em função das medidas adotadas pelos estados e municípios, a fim de evitar a propagação do coronavírus, o país viverá um fim de semana atípico nos cinemas, a falta de estreias de novas produções. A medida foi adotada pelas distribuidoras brasileiras que viram muitas salas serem fechadas. Em Pelotas o Cineflix do Shopping segue a tendência e mantém uma programação semelhante à da semana passada com o acréscimo do longa Maria e João - O conto das bruxas. A produção estreou em 20 de fevereiro e permaneceu em cartaz por três semanas.

Maria e João, do diretor Oz Perkins, é uma versão muito mais sombria, perturbadora e possivelmente mais fiel ao grande clássico dos irmãos Grimm. Outra atração do Cineflix é o longa Terremoto, segunda semana em cartaz.

A produção norueguesa é uma versão atual de uma temática que vez por outra volta aos cinemas. O longa também entra na onda das revisões de alguns dos filmes criados nas décadas de 1970 e 1980 do dito cinema catástrofe.

Mais uma vez, Terremoto mistura drama, suspense e ação ao narrar uma tragédia em uma grande cidade, provocada por um abolo sísmico. Desta vez o cenário é a cidade de Oslo, que em 1904 foi sacudida por um destes com magnitude 5,4 na escala Richter.

Seu epicentro foi no Oslo Graben, uma fenda que atravessa diretamente a cidade. Desde então, segundo geólogos, a população da capital norueguesa deveria esperar futuros terremotos de maior magnitude nessa área.

Na trama dirigida por John Andreas Andersen, o geólogo Kristin Eikjord, vivido pelo ator Kristoffer Joner, vive o drama da depressão depois de ter se separado da mulher e, consequentemente, da filha.

Mas além disso o geólogo demonstra preocupação com possíveis novos terremotos. Porém, ele não é ouvido e resta a ele correr para proteger a ex-mulher, a filha e uma amiga a quem pede que cuide da menina. No elenco estão também Ane Dahl Torp e Edith Haagenrud-Sande.

Título original
Skjelvet

Duração
109 minutos

Classificação
14 anos

Sala 2 - Dublado
Às 18h30min e 20h30min

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados