Show

No roteiro novamente

Pelotas recebe nesta quarta a banda grega Day Oof, mais uma internacional a fazer show na cidade

11 de Junho de 2019 - 13h27 Corrigir A + A -
Som. Quarteto faz um skate punk melódico e bem-humorado. (Foto: Divulgação - DP)

Som. Quarteto faz um skate punk melódico e bem-humorado. (Foto: Divulgação - DP)

Inglaterra, Espanha, China e Áustria, Pelotas tem recebido bandas de diversas partes do mundo nos últimos tempos. Todas elas têm uma característica em comum: o peso das guitarras e a rapidez nas melodias. A grega Day Oof é a próxima. O show dela ocorre nesta quarta-feira (12), às 21h, no Diabluras. As locais Marinas Found e Swampers completam o baile.

A banda surgiu em Atenas, bebendo do melhor do punk rock noventista - Lagwagon, NOFX, Strung Out, Bad Religion, AFI, Blink 182 -, casando o gênero com o metal feito por Rufio e A Whilelm Scream. O nome surgiu de uma situação que explica bem como a filosofia do grupo funciona: em 2007, durante um show, os membros erraram a grafia e todas as impressões traziam Day Oof, ao invés de Day Off, que numa tradução seria algo como “dia de folga”. Os músicos acharam mais engraçado desse jeito e adotaram o erro como batismo.

Na estrada desde 2008, a Day Oof tem dois discos lançados: Something to clean your butt with, daquele ano, e The Vlack Album, de 2016. Existem duas motivações para tanto espaço entre um lançamento e outro: a primeira é que, no meio do caminho, os membros tiveram de se juntar ao exército grego; enquanto a segunda é mais tradicional: houve uma constante troca nos componentes até que o quarteto atual fosse formado: Bloof, Voof, Stoof e Tsoof.

Essa será a primeira vez que a Day Oof sai da Europa para realizar shows. O contato foi Dalin Focazzio, da banda 69 Enfermos - da qual o baterista pelotense Rodrigo Esmute faz parte. Além de Pelotas, os gregos se apresentam em Porto Alegre, Criciúma, Curitiba e São Paulo.

Outras atrações
A noite é uma iniciativa do coletivo Apoie o Movimento Underground (AMU) e, como não poderia ser diferente em evento do grupo, vai ter muita música autoral feita em Pelotas. Além da Day Oof, se apresentam duas bandas locais: a Marinas Found e a Swampers.

A Marinas Found tem três anos de estrada e dois discos lançados. O primeiro, homônimo, surgiu em 2017. O segundo, intitulado Ansiolítico, foi no início do mês para a rua e apresenta um amadurecimento do agora quarteto formado por Arthur Feltraco, Eduardo Walerko, Pedro Soler e Pietro Strickler.

Já a Swampers é uma novidade. A banda é uma nova junção de remanescentes da Suburban Stereotype, ex-representante do hardcore na cidade. O grupo se dissolveu no início do ano, após a partida de componentes para outras cidades, mas não sem antes lançar o disco Leitmotiv.

Serviço:
O quê: show da banda grega Day Oof, com abertura das locais Marinas Found e Swampers

Quando: sexta-feira (12), às 21h

Onde: Diabluras (Félix da Cunha, 954)

Ingressos: R$ 15,00


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados