On-line

Música para afastar o tédio

Compositor e instrumentista Chris Lemos faz show nesta quinta-feira (27), às 20h, com transmissão pelo Youtube e Twitch.TV

25 de Janeiro de 2022 - 10h49 Corrigir A + A -

Por: Ana Cláudia Dias
anacl@diariopopular.com.br 

Estética sonora do músico passa pelo mundo digital (Imagem: Gabriel Amaral - Especial DP)

Estética sonora do músico passa pelo mundo digital (Imagem: Gabriel Amaral - Especial DP)

Carreira musical de Chris Lemos começou há oito ano (Foto: Divulgação - Especial DP)

Carreira musical de Chris Lemos começou há oito ano (Foto: Divulgação - Especial DP)

Nesta quinta-feira (27) o multi-instrumentista Chris Lemos celebra a vida com o show Histórias noturnas para afastar o tédio. A apresentação será on-line, com a participação de convidados, direto do home studio do músico, às 20h, pelo canal Toca do Suco no Youtube e Twitch.Tv. No repertório composições autorais que exploram o vasto universo de estilos da MPB, mas com uma roupagem tecnológica. A live é gratuita, mas quem quiser contribuir pode fazer o depósito via Pix através do CPF 02678781097 ou pelo e-mail christopherlemosleite2@gmail.com . Quem apoiar vai receber um presente: um EP com três músicas inéditas do compositor, que serão enviadas por e-mail. Produção e realização da A Toca do Suco, produtora na qual Lemos é gestor ao lado do artista e produtor Gustavo Mustafé e do artista e advogado Sérgio Madeira.

O compositor, violonista e guitarrista e pianista Chris Lemos completou 28 anos no dia 4 deste mês. Profissionalmente na música há oito anos, o multitalentoso Lemos tem percorrido essa estrada artística intensamente. Logo no início da carreira, em 2014, gravou seu primeiro disco com o projeto Causo Beats e Matudarí, em 2016 atuou como guitarrista na banda de reggae Solo Fértil, onde gravou com a banda também, integrante do projeto Batuka Sound System desde 2018, fundador do projeto Coletivo Horta, o qual lançaram em abril de 2020 o EP Os grandes sucessos populares que você não conhece mas deveria conhecer e mais alguns singles intitulados Canções de um imaginário popular.

Em agosto de 2020 lançou o EP audiovisual Sambas para o século 24 e meio no qual além de compor, foi responsável por toda criação de design visual. Lemos também é idealizador do projeto Brasil Tecno Tropical e do grupo de jazz Semilla Wind. O músico participou também de festivais como o Moenda da Canção, Pira Rural, Sete ao entardecer, Sofá na rua, Virada Cultural, Feira Vegana, entre outros. Gravou e possui parcerias com músicos como Myro Rizoma, Paola kirst, Gustavo Cunha, Gustavo de Oliveira, Davi Batuka, Juliano Guerra, Ná Ozetti, Neuro Jr, Gustavo Mustafé, Manuela Fortuna, Valentin, Pabulus Lentulus, Esmute, Nina Mayers e Alercio PJ (integrantes do grupo Musa Híbrida).

Apaixonado pelo cinema brasileiro produziu e lançou em junho de 2020 seu primeiro curta-metragem com apoio da Secretaria de Cultura de Pelotas, intitulado Cartas de um Escafandrista Latino-americano para Vitória e Bia. Não bastasse, ainda cursa a Licenciatura em música pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), e vem atuando nas áreas de produção fonográfica, cultural e desenvolvimento de projetos culturais na empresa A Toca do Suco.

Período de reinvenção

Inquieto e criativo, Lemos teve de repaginar a carreira musical a partir de 2020, com o início da pandemia. "Eu sempre fui uma pessoa muito criativo, quando não tem um lugar para tocar eu invento", fala. Mas para o músico os desafios chegam para agregar e de tempos em tempos o artista é desafiado a se reinventar.

"Ainda mais com a pandemia. E eu encontrei no mundo digital uma forma de sobreviver", comenta. Querendo ou não a pandemia, segundo o músico, também trouxe para ele muita formação especialmente por ele ser autodidata e estar sempre em busca de informação. Sobre o show, o compositor antecipa que fará um apanhado do que aconteceu nos últimos anos. "Vai ser uma forma de trazer todo esse conhecimento novo, essas novas ferramentas vão ser levadas para dentro de um espetáculo", diz.

A ideia inicial era fazer um show presencial com transmissão virtual. O músico tinha até o local, mas com o recrudescimento da pandemia, o local acabou tendo várias restrições por causa das medidas sanitárias contra a disseminação do Coronavírus. "Por isso eu optei por fazer o show virtual, é interessante usar as ferramentas digitais, essas portas digitais permitem que a gente possa se comunicar com as pessoas", fala.

Outra roupagem

No show o músico vai fazer um apanhado da produção autoral com a participação de três dos parceiros Vicente Pimentero, Sérgio Madeira e Myro Rizoma. Lemos vai ainda destacar canções de trabalhos recentes como o do EP Brasil Tecno Tropical Volume 1, lançado no ano passado em parceria com Rizoma, além de outras que ainda não foram gravadas. "Esse show vai ser um experimento, com uma instrumentação mais tecnológica, eu não vou usar instrumentos convencionais, vão ser todos digitais", conta.

Para o músico o show pretende levar a música popular para uma linguagem mais tecnológica, que vai misturar com a linguagem do pop e do funk, por exemplo. Eu venho da música instrumental tenho referências de Hermeto Pascoal, tudo vem junto com a canção popular e a nova roupagem que essa estética sonora atual. Vai ser um show bem diferente e bem pop."

Serviço

O quê: show virtual Histórias noturnas para afastar o tédio, de Chris Lemos

Quando: quinta-feira (27), às 20h

Onde: pelo canal da Toca do Suco, no Youtube e Twitch.Tv

Apoio financeiro via pix: CPF 02678781097 ou pelo e-mail christopherlemosleite2@gmail.com

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados