Literatura

Joice Lima lança Café cortado

Sessão de autógrafos, que ocorre das 17h30min às 19h no Café 35, respeitará as normas de segurança da pandemia

11 de Outubro de 2021 - 09h14 Corrigir A + A -
Inspiração. Jornalista traz romance de ação, com perseguições, 
surpresas, drama e humor. (Foto: Laureano Bittencourt)

Inspiração. Jornalista traz romance de ação, com perseguições, surpresas, drama e humor. (Foto: Laureano Bittencourt)

Três anos atrás, Joice Lima lançava o livro Hortênsias de agosto em um evento na Bibliotheca Pública que oferecia aos presentes sangria e show cover de Pink Floyd - bebida e trilha que dão o tom daquele romance. Agora, com Café cortado, a escritora repete a fórmula de bebida e música, mas desta vez, em consonância com a nova história, oferece café e blues desta segunda-feira (11) a partir das 17h30min. “Dá para dizer que Café cortado é mais encorpado e com menos açúcar, em relação ao meu romance anterior. Diferente da Lia, de Hortênsias..., que era impulsiva, dramática e bem engraçada, a jornalista investigativa que protagoniza essa trama, a Leo, não abre mão de ter tudo ‘sob controle’, por isso evita o álcool, e adora ouvir blues. Gosto da ideia do leitor já começar a entrar no ‘clima’ do romance, mesmo antes de ler a primeira página e também é uma boa desculpa para comemorar o ‘nascimento’ do novo livro, após três anos de trabalho árduo”, aponta Joice.

Assim, quem comparecer hoje no Café 35, apoiador cultural do evento, mais uma vez vai se deparar com um lançamento de livro diferenciado. “Agora que boa parte das pessoas já tomou as duas doses da vacina, não podia perder a oportunidade de celebrar. Mas ninguém vai encontrar uma escritora atrás de uma mesa, autografando... Os ‘convidados’ vão sentar comigo em um sofá, cada um em uma extremidade, respeitando o distanciamento social, para a gente trocar uma ideia enquanto faço a dedicatória, ouvindo o som maravilhoso do César Lascano”, adianta a escritora.

Devido às restrições de pandemia, todos terão que usar máscaras para circular pelos ambientes, receberão álcool gel ao chegar, sentarão em mesas dispostas com distanciamento umas das outras, e o evento será condensado em 90 min - das 17h30min às 19h. Além do pocket show de César Lascano - patrocinado pela Expresso Embaixador -, que terá canções de Nina Simone, que compõe a trilha de Café Cortado, também haverá leituras dramáticas com os atores Roberta Pires, Francine Mohammed e Charlie Rayné, que também será o mestre de cerimônias da festa e entrevistará a autora.

O Café 35 dará um expresso cortesia a cada pessoa que adquirir o livro ou que já havia comprado na pré-venda e também haverá sorteio de brindes relacionados ao romance (caneca, pendrive com a trilha e outro livro da autora). Café cortado teve capa e composição gráfica de Mariana Valente e revisão de Luiza Meirelles.

A autora

Bacharel em Jornalismo (UFSM), licenciada em Teatro (UFPel) e especialista em Educação (IFSUL-Pelotas), trabalha em assessoria de comunicação. Também é atriz e diretora de teatro. Tem publicados os romances: Hortênsias de agosto (2018); Uma gaúcha em Madri (2008) e Amor doentio de mãe (2006); a comédia teatral adulta Depois do Happy Ending (2008) e, em 2021, publicou 4 contos longos no livro De quatro, em parceria com outros escritores.

Serviço

O quê: lançamento do romance Café cortado, de Joice Lima
Quando: nesta segunda-feira (11), das 17h30min às 19h
Onde: no Café 35, avenida República do Líbano, 286 (Três Vendas)
Entrada franca
O livro é uma autopublicação da autora, tem 470 páginas e será vendido a R$ 64,00 o exemplar (Pix, Cartão e dinheiro)

Sinopse

Leonora Costabrava é jornalista, investiga e acompanha um caso de poluição ambiental que atinge vários países na costa do Atlântico Norte e que poderia estar conectado à morte de pescadores. Em busca do doutor Espírito Santo, renomado biofísico marinho que seria a fonte principal para o furo de reportagem que poderia render-lhe o tão sonhado Pulitzer, Leo acaba por envolver-se com um estranho, que logo passa a ser um suspeito em sua investigação. Um reencontro inesperado, um flanelinha atrevido e um cão de rua fofo contribuem para dar uma reviravolta na vida de Leo.

Com passagens por Londres, País de Gales, Dublin, ilhas Faial (Açores) e Porto Santo (Madeira), São Paulo (SP) e Pelotas (RS), Café Cortado é um romance de ação com perseguições e surpresas, drama e humor, que vai além do mero entretenimento ao abordar temas como homofobia, alcoolismo, racismo, adoção e trazer um registro da pandemia do novo coronavírus e críticas apimentadas à política brasileira atual.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados