Cineflix

Dura na queda

"A garota na teia da aranha" é mais uma história da saga Millennium que chega às telas

08 de Novembro de 2018 - 15h00 Corrigir A + A -
Nova produção aposta em ação e suspense para prender o espectador na trama (Foto: Divulgação - DP)

Nova produção aposta em ação e suspense para prender o espectador na trama (Foto: Divulgação - DP)

Lisbeth Salander é inteligente, tatuada, boa de briga, andrógena, rebelde e hacker. Essas são apenas algumas características da heróina da literatura que é considerada uma das personagens femininas mais cultuadas do século 21. Suas desventuras estão de volta aos cinemas nesta quinta-feira com a estreia de Millenium: A garota na teia da aranha na sala 1 do Cineflix.

O longa-metragem é baseado no quarto livro da saga, sendo o primeiro que não é escrito por Stieg Larsson. O autor falecido em 2004 teve seu universo expandido pelas mãos do escritor David Lagercrantz, que ainda assinou O homem que buscava sua sombra (2017), o mais recente volume.

Numa mistura de suspense e ação, a narrativa do novo filme acompanha Lisbeth como uma espécie de justiceira, punindo os homens que agridem mulheres. Um dia, a jovem é contratada para recuperar um programa de computador que dá acesso a um arsenal bélico. O plano sai como planejado, porém ela será perseguida por um grupo chamado de Os Aranhas.

Clare Foy, premiada pelo seriado The crown e vista recentemente no drama O primeiro homem (2018), interpreta a icônica personagem. Esta já foi levada às telas por Noomi Rapace, em triologia sueca, e por Rooney Mara, na versão hollywoodiana do primeiro capítulo, Millenium: Os homens que não amavam as mulheres (2011). A direção é de Fede Alvarez, de O homem nas trevas (2016).

Título original: The girl in the spiders web: A new dragon tattoo story
Duração: 112 minutos
Classificação: 16 anos

Sala 1 - Legendado - Às 14h30min, 17h, 19h30min e 22h 112 minutos


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados