Evento

De volta à Feira do Livro

A abertura está marcada para as 20h30min, na Arena Cultural, com apresentação da banda Rossini

04 de Maio de 2022 - 10h10 Corrigir A + A -

Por: Ana Cláudia Dias
anacl@diariopopular.com.br 

Público circula sobre um tablado com acessibilidade (Foto: Fernando Halal - Especial DP)

Público circula sobre um tablado com acessibilidade (Foto: Fernando Halal - Especial DP)

Sob o tema Miradas de um Pampa Sul-Americano tem início hoje a tradicional Feira do Livro da Fundação Universidade do Rio Grande (Furg). A 48ª edição marca a retomada desta atividade cultural que usualmente ocorre em janeiro, mas que foi suspensa nos dois últimos verões por causa da pandemia. De volta à praça Didio Duhá, no Cassino, o evento ocorrerá até o dia 15 deste mês. A abertura está marcada para as 20h30min, na Arena Cultural, com apresentação da banda Rossini.

Pronta para ser realizada em fevereiro deste ano, a Feira do Livro da Furg teve de ser adiada com o aparecimento da variante ômicron e, consequentemente, o recrudescimento da pandemia de Covid-19. A opção, para que não se ficasse mais um ano sem o evento, foi transferi-lo para estes dias. "Nossa perspectiva era fazer até maio, que coincide com a volta dos nossos alunos à Universidade", explica o pró-reitor de Extensão e Cultura da Furg, professor Daniel Prado.

Neste ano a pauta de atividades, influenciada pela temática da edição, abordará questões como as culturas materiais e imateriais do Pampa e a agricultura familiar, entre outros temas que atravessam as fronteiras políticas e geográficas entre Brasil, Uruguai e Argentina. O patrono este ano é o poeta e fotógrafo Sérgio Carvalho Pereira.

Presença das escolas

A programação deste ano segue a mesma lógica dos anos anteriores, com a presença de bancas de livreiros, gastronomia, rodas de conversas, mediações de leituras, sessões de autógrafos, peças teatrais, shows e Rua das Crianças. Entretanto a mudança na data propiciou uma novidade na Feira, a presença de escolas. "Esse é um aspecto positivo de se fazer a feira em maio, vamos ter mais de 30 escolas que vão participar assiduamente da Feira do Livro", comemora o pró-reitor. Por causa dessa interação com as escolas públicas e privadas, a Feira vai abrir um pouco mais cedo, às 15h, com o propósito de acolher os estudantes que irão ao evento participar de atividades especiais.

Este ano as estrelas da festa, os livros estarão dispostos em 16 bancas com livreiros e editoras. Segundo Prado, o evento recebe em média 25 bancas, mas para manter um certo distanciamento entre elas a opção foi reduzir o número de expositores. As sessões de autógrafos também foram reduzidas, de aproximadamente 70, como na última edição, para 47 nesta, distribuídos em oito dias. O encontro com os autores vai começar na sexta-feira, às 20h.

Entre as atrações estão confirmadas apresentações de Luiz Marenco, Lucio Yanel e Paola Kirst e uma sessão de autógrafos com o jornalista Marcelo Cosme. No encerramento, dia 15, às 22h, está programado o show de Kako Xavier e a Tamborada. A programação completa pode ser obtida no link https://bit.ly/38JRUZs .

Projeto institucional

A Feira do Livro da Universidade chega a 48º edição consagrada pelo carinho da comunidade rio-grandina, para o pró-reitor essa conquista do público se deve a capacidade de articulação da própria Furg. "Nós temos centenas de projetos de pesquisa e de Extensão e Cultura e também pela interlocução direta com a comunidade externa e muitos desses projetos vêm para Feira do Livro pela sua relevância, é um grande projeto institucional, uma pedra preciosa, um dos grandes momentos do ano em que a Furg se mostra, quando a gente seleciona tudo o que faz e coloca à disposição da comunidade", diz Daniel Prado.

Para o professor o cuidado com que a Feira do Livro é feita também contribui para que ela tenha se tornado emblemática naquela comunidade. Nesse contexto entra a parte estrutural, que ganhou tablado e acessibilidade, desde 2018, por exemplo. "Tivemos mudanças importantes que foram acontecendo ao longo do tempo. Hoje temos uma Feira completamente acessível com rampas e piso tátil por todos os espaços. Ela pensada estruturalmente e pedagogicamente para acessibilidade, é um legado que a gente deixa", fala.

Serviço
O quê: Feira do Livro da Furg
Quando: a partir de hoje, às 20h, até o dia 15 deste mês
Onde: na Praça Didio Duhá, no balneário Cassino
Diariamente: às 17h


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados