Iniciativa

Criação sem fronteiras

UFPel e Fundación Pablo Achugarry firmam parceria que aposta no intercâmbio artístico entre o Sul do Brasil e o seu país vizinho, o Uruguai

08 de Janeiro de 2018 - 09h42 Corrigir A + A -
Esculturas ao ar livre são 
destaque na propriedade próxima a Punta del Este (Foto: Divulgação - DP)

Esculturas ao ar livre são destaque na propriedade próxima a Punta del Este (Foto: Divulgação - DP)

Quatrocentos e sessenta quilômetros separam a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e a Fundación Pablo Atchugarry, no Uruguai, duas instituições que, apesar da distância, estão unidas por uma parceria iniciada efetivamente no ano passado e que apresenta um futuro promissor para 2018.

O acordo foi selado pelo coordenador de arte da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Prec), Fernando Igansi, e o próprio Pablo Atchugarry em visita à propriedade localizada no balneário de El Chorro, em Maldonado. A conversa entre os dois deu início a um projeto de intercâmbio que teve sua primeira ação realizada no último mês de novembro.

A atividade foi a mostra Arte Sul Coexistir, que ocupou duas salas expositivas da fundação com mais de 20 obras de professores e artistas egressos da UFPel. Entre eles, Asnoum, Bethielle Kupstaitis, Clóvis Costa, Duda Gonçalves, José Luis de Pellegrin, Kelly Wendt, Lauer dos Santos, Márcia Sousa, Nadia Senna e Zeca Nogueira. Os trabalhos permaneceram disponíveis para visitação de 4 de novembro a 10 de dezembro.

Igansi destaca a importância de um vínculo que é tanto institucional quanto internacional. Confere destaque, inicialmente, para a qualidade da fundação, que abriga um amplo acervo artístico da América Latina e da Europa. O coordenador também salienta a urgência de uma descentralização da produção realizada pela comunidade acadêmica.

Reciprocidade
Além do compartilhamento de produções, a parceria deve propiciar residência artística para alunos do Centro de Artes (CA) da UFPel. Porém, não será no complexo da fundação. O artista uruguaio está construindo, alguns quilômetros dali, um condomínio chamado de Tierra Garcion, especial para receber artistas de outros países, incluindo alojamento e ateliê próprios.

O projeto já foi lançado e, em breve, deve abrigar um artista paulista e um russo. Depois das primeiras experiências, Tierra Garcion passará a fazer parte da educação dos estudantes de Pelotas. Em breve, a tramitação formal do intercâmbio será oficializada entre as instituições.

Programação local
Depois da Arte Sul Coexistir, a segunda atividade realizada em parceria é a realização da Mostra de Arte Universitária da Fronteira. O evento promovido pela UFPel deve receber para exposição o acervo da Fundación e uma coleção de obras de Pablo Atchugarry. O próprio participará de palestras e conferências na cidade.

Também serão apresentas as obras pelotenses expostas no Uruguai e trabalhos produzidos em outras instituições, como Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Universidade Federal do Rio Grande (Furg) e Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

O evento que visa validar a parceria entre Brasil e Uruguai, reforçando também a importância da produção acadêmica nas artes, está previsto para ocorrer no período de fevereiro a abril de 2018, meses concomitantes à Bienal Internacional de Arte de São Paulo.

Buscando uma circulação do público e da arte pela cidade, as atrações serão montadas em diversos espaços expositivos. Inclui-se na lista a Galeria Brahma, o Casarão 8 - Museu do Doce, a Galeria A Sala (CA) e Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo, que deve inaugurar suas novas dependências no Lyceu Riograndense.

Sobre o lugar e seu criador
Com dez anos de atividades nas artes, a Fundación Atchugarry encontra-se instalada numa propriedade com 25 hectares e conta com cinco espaços expositivos (um destinado à coleção do artista e quatro para convidados), além de um parque de esculturas ao ar livre. Este, inclusive, é comparado, em menor escala, ao Instituto Inhotim, em Brumadinho (MG). 

Aos 63 anos, o escultor Pablo Atchugarry é conhecido por suas obras abstratas produzidas em quatro tipos de materiais: ferro, bronze, pedra e acrílico. Já expôs em diferentes países, tendo suas criações espalhadas pelo mundo em coleções privadas e públicas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados