Referência cultural

Começa mais uma edição do Festival Sesc de Música

Evento que reúne atrações nacionais e internacionais há dez anos em Pelotas começa com cortejo e orquestras jovens do Pará e de Roraima

20 de Janeiro de 2020 - 11h38 Corrigir A + A -

20.01 - OJSPA Orquestra Jovem Sesc Par? - cred. divulga??o

Orquestras como a de jovens do Pará estão entre as apresentações que se destacam na edição de 2020 (Foto: Divulgação OJSPA)

Pelotas volta a ser referência cultural, a partir desta segunda (20), com a realização de mais uma edição do Festival Internacional Sesc de Música. Serão 12 dias preenchidos com ensaios, recitais, aulas, concertos e ações sociais que tomam conta de diversos espaços da cidade, desde o Centro até os bairros mais afastados, como a Zona Rural e as praias do Laranjal. Com a previsão de mais de 60 apresentações gratuitas, a edição 2020 pode ser considerada especial, uma vez que celebra o aniversário de dez anos do evento.

Os alunos selecionados para participar dos 24 cursos oferecidos pelo festival já encontram-se na cidade. Cerca de 400 jovens músicos oriundos de 22 estados brasileiros e países como Argentina, Chile e Costa Rica buscam no evento uma oportunidade de aprimorar saberes em classes voltadas a diferentes instrumentos, prática de orquestra e música de câmara. A maior parte dos bolsistas chegou ontem à tarde no município.
Durante as duas semanas de evento, as aulas ocorrem no turno da manhã, enquanto a tarde é dedicada para ensaios e recitais de alunos no Conservatório de Música, às 13h. Ao cair da noite, iniciam-se os recitais de professores na Bibliotheca Pública Pelotense (BPP), às 19h. Os concertos ocorrem às 20h30min no Theatro Guarany. A programação completa está disponível em sesc-rs.com.br/festival.

Talento jovem

A décima edição destaca a presença de orquestras desenvolvidas pelo próprio Sesc em outros estados. É o caso da Orquestra Jovem Sesc Pará (OJSPA), que realiza o concerto de abertura na noite de hoje. O projeto, iniciado em abril do ano passado, é coordenado pelo maestro Rodrigo Moraes, que promoveu audições para selecionar um grupo de 72 músicos. Após ensaios abertos e mostras em prédios do Sesc, o lançamento oficial da OJSPA foi realizado em junho de 2019.

A orquestra vem a Pelotas com sua formação completa e oferece um programa que une música erudita e popular através de obras consagradas, como O guarany, de Carlos Gomes, 1812 Overture, de Tchaikovsky, Suíte Popular Paraense, de Luiz Pardal, Carnaval de rua, de Hudson Nogueira, Mambo (West side story), de Bernstein, e Danzón nº 2, de Arturo Marques.

Ainda no primeiro dia de festival, a Orquestra Jovem Sesc Roraima se apresenta, às 16h30min, na BPP. Logo após, professores e alunos devem se reunir no Mercado Central a fim de iniciar o aquecimento para o tradicional cortejo musical, cuja partida está prevista para às 18h e deve percorrer as principais ruas do Calçadão. A Orquestra Jovem Sesc Roraima realiza outras duas apresentações dentro do projeto Festival na Comunidade: amanhã, às 17h, no Conservatório de Música, e quarta-feira, às 19h, na Catedral do Redentor.

Além da representação dos estados do Pará e de Roraima, músicos vindos do Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima e Sergipe formarão a Orquestra Jovem Sesc Brasil. Muitos são participantes de programas sociais e, através desta oportunidade, poderão enxergar na música um futuro.

Após assistirem as aulas com os professores do festival, os jovens da Orquestra Sesc Brasil realizam o concerto do dia 29 no Theatro Guarany, junto do Sexteto Gaúcho. Outras datas para conferir a formação especial estão marcadas para o dia 23, às 20h, na Paróquia São José; dia 24, às 17h, na Comunidade Católica São Paulo e dia 30, às 20h, na Paróquia Amor Divino.

A aposta no talento musical de jovens em situação de vulnerabilidade social é uma constante nas edições do evento do Sesc. Em 2018, orquestras jovens de Minas Gerais, Piauí e Sergipe passaram uma semana em Pelotas. No ano passado, os grupos retornaram e o período foi expandido para os 12 dias de festival, com aulas e diversas apresentações, inclusive uma que reuniu as três orquestras no palco do teatro.

Garanta sua presença

Todas as atividades do Festival Internacional Sesc de Música possuem entrada franca, porém os concertos realizados no Theatro Guarany necessitam da retirada antecipada de ingressos gratuitos na bilheteria do prédio, de segunda a sexta-feira, no período das 9h às 12h e das 13h30min às 18h30min. 

O cronograma é o seguinte: dias 20 a 24/1 ocorre a retirada de ingressos para espetáculos de 23, 26 e 27/1; e dias 26 a 30/1 ocorre a retirada de ingressos para os espetáculos de 27 a 30/1. As entradas são limitadas a um par de ingressos por pessoa. O Sesc sugere a doação de um quilo de alimento não perecível.

Os bilhetes para as três primeiras noites deveriam ser retirados na semana passada. Ainda assim, a organização reserva um lote extra composto de cem ingressos para ser oferecido no dia de cada uma das apresentações.

Notícias relacionadas


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados