Discotecagem

Clima de Carnaval une Cocota e Helô

Festa reúne duas propostas símbolo da diversidade na noite pelotense em um único evento no CCS

14 de Fevereiro de 2020 - 13h46 Corrigir A + A -

Por: Ana Cláudia Dias
anacl@diariopopular.com.br 

 (Foto: Paulo Rossi - DP)

(Foto: Paulo Rossi - DP)

Sonho: unir duas das maiores festas da diversidade. Realidade: a concretização deste desejo na noite desta sexta-feira (14). O encontro, claro, não poderia ter um motivo mais festivo, a folia que chegou com o mês de fevereiro. É nesse clima que o pré-Carnaval Cocota + Helô espera o público de ambas festas, a partir das 23h30min, no CCS Eventos. A função ainda tem a peculiaridade de ser open bar. Os ingressos estão em segundo lote e podem ser adquiridos na Studio CDs e Scissors 701 Art ou pelo www.sympla.com.br.

Unir Cocota Loca com a Festa da Helô é um desejo antigo das organizadoras dos dois eventos, as DJs Heloísa Duarte, a Helô, e Elisa Gerber. Amigas de longa data, de conversa em conversa a festa foi sendo desenhada e, no início deste ano, Elisa decretou que tinha que ser agora.

Helô diz que as propostas se conversam por isto têm liga, apesar de atingirem públicos relativamente diferentes. "Pessoas que vão na Cocota vão na Helô e tem muito da diversidade."

"As conversas existem há uns três anos", comenta Elisa. A DJ lembra que outra coisa que une as propostas é o clima de alegria. "As pessoas estão ali para se divertirem. É um ambiente que tu vê gente de 18 até mais de 50, vê essas gerações convivendo em harmonia", diz Elisa.

Se o espírito é a mesmo, os estilos musicais têm uma pegada diferente, o que deve agradar ainda mais o público, apostam as organizadoras. A festa Cocota Loca surgiu há oito anos com a proposta de tocar músicas que as pessoas curtem dançar, mas teriam vergonha de admitir que gostam. "É uma música mais pop, mas no sentido popular", diz Elisa, que junto com as amigas Milena Lopes e Maria Dacol, criou o evento.

Nas primeiras festas, o set list destacava sucessos de grupos populares do país, como É o Tchan e a dupla Sandy e Júnior. Hoje, conta a DJ, a ideia é levar ao público composições populares que fizeram parte da histórias de diferentes décadas, 80, 90 e 10 dos anos 2000, com foco no Axé e na música pop brasileira e norte-americana. Funk, por exemplo, é um dos estilos que quase não se ouve por lá.

Raiz na MPB

DJ símbolo da música brasileira em Pelotas, Helô faz seu público dançar e vibrar pelos acordes do que há de mais autêntico e cultural que as velhas e novas gerações de compositores e cantores têm apresentado ao país e ao mundo. A trajetória de sucesso conta com mais de 30 anos de um trabalho reconhecido e apreciado pela legião de fãs das seleções especialíssimas que a rainha das pickups na noite pelotense prepara para cada evento.

Helô fala de um momento de muito orgulho por ter construído uma identidade, o seu jeito de colocar o som a sua festa, o que tem resultado em parcerias como essa que está surgindo. "Veio desse modo bacana me encontrar com meninas, a Elisa tem idade pra ser minha filha, e outras figuras jovens, que não têm medo de me procurar. As pessoas sabem porque querem fazer coisas comigo e eu também sei quando quero fazer projetos com outros."

Produção compartilhada

Com todos esses antecedentes, espera-se lotação máxima para a noite de estreia do projeto, que vai começar sob o comando da DJ Elisa. "Ela vai começar e eu vou terminar, mas o certo é que nós vamos tocar juntas", fala Helô.

A ideia é abrir espaço uma para outra em algum momento quando estiverem discotecando. "Eu vou estar tocando uma coisa e a Elisa vai subir e vai colocar um som."

No final da festa elas também estarão juntas. Mas Elisa não abre mão de a última música ser colocada pela Helô, já no amanhecer de sábado. "O amanhecer ao som da Helô é uma coisa de identidade", diz Elisa.

No set list não vão faltar composições que tragam uma energia de Carnaval de clube, dizem. Helô, por exemplo, separou sambas-enredo e marchinhas. Elisa, por sua vez, vai trazer o clima do axé da Bahia. A ideia é continuar nos próximos carnavais, retomar essa parceria Cocota e Helô.

A troca não é só musical, a parceria que as produtoras tinham quando os eventos eram separados se intensificou claro. Até mesmo o local, o CCS Eventos é compartilhado pelas duas propostas de trabalho. "O CCS é uma casa muito nossa", fala Helô ao elogiar a direção da casa, que sempre acolhe sugestões para melhorar a recepção do público. "A gente tem respeito ao público da gente e quer ser digna das pessoas que vão lá nos acompanhar", fala Helô.

Apesar de tantos anos produzindo eventos, Helô conta que faz uma estreia nesta festa, o open bar. A DJ, até então, não tinha aderido a esse modelo de evento. O open é de Cerveja Brahma, água, vodka, energético e refri. Quem comprar ingresso on-line ganha um copo, mas a DJ Elisa comenta que está incentivando o público a levar sua própria caneca, para diminuir a produção de lixo. "Vamos ter copos plásticos, mas pode levar caneca de casa."

Serviço

O quê: pré-Carnaval open bar DJ Helô + Cocota Loca

Quando: sexta-feira (14), a partir das 23h30min

Onde: CCS Eventos, rua Manduca Rodrigues, 786

Ingressos: Studio CDs e Scissors 701 Art. 

On-line: www.sympla.com.br (ganha um copo)

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados