Coronavírus

Carnaval age contra os impactos da covid-19

Entidades criaram iniciativas para auxiliar afetados pela necessidade de isolamento social

07 de Abril de 2020 - 10h42 Corrigir A + A -
Banda Leocádia está confeccionando máscaras para distribuir gratuitamente (Foto: Divulgação - DP)

Banda Leocádia está confeccionando máscaras para distribuir gratuitamente (Foto: Divulgação - DP)

A folia pode esperar, mas a saúde, não. Enquanto o Carnaval segue suspenso, por conta da necessidade de isolamento social, as entidades pelotenses se unem em prol de uma causa nobre: o auxílio a quem precisa de ajuda durante o período de quarentena. Alimentos e produtos de higiene estão sendo doados e o trabalho das costureiras foi deslocado para a confecção de máscaras de proteção.

De acordo com o organizador do grupo Folia Pelotense, Leonardo Coutinho, as ações iniciaram na semana passada com a arrecadação de sacolas econômicas e materiais de higiene em uma campanha batizada de Parceiros do Bem. A partir daí, diversas entidades iniciaram ações próprias, como as bandas Dona da Noite, Entre a Cruz e a Espada, Leocádia e Xavabanda, as escolas de samba Unidos do Fragata, General Telles e a infantil Mickey e o grupo de samba Amigos do Sereno.

A Leocádia irá para as ruas da periferia da cidade amanhã e quinta-feira para arrecadar doações e entregar gratuitamente máscaras para a população. O material foi produzido pelas trabalhadoras de entidade. O tecido utilizado é aquele anteriormente destinado para as alegorias. O equipamento, após pronto, é lavado, esterilizado e embalado. “Estamos fazendo a nossa parte nesse momento que é de pensar não na festa, mas sim na vida. A folia terá sempre, mas agora precisamos vencer essa doença. Somos uma entidade humilde, mas que sempre procura ajudar o próximo”, comenta o presidente, Paulo Roberto Conceição Machado, o Seu Nenê.

A atual campeã do concurso das Escolas de Samba, General Telles, também está contribuindo através da confecção de máscaras. Seis diretoras da entidade participam do processo. Através de uma média de cem máscaras por dia, 500 já foram confeccionadas. Em breve, com uma máquina nova que vem de São Paulo, dez mil unidades poderão ser produzidas e distribuídas gratuitamente através de pedidos na página da escola no Facebook.

Conhecida por realizar ações sociais ao longo do ano, a Xavabanda também não se omitiu nesse período difícil especialmente para os mais pobres. A entidade, junto ao grupo Crias do Navega, realizou a entrega de 100 cestas básicas para moradores dos  bairros Navegantes, ocupação Osório, Getúlio Vargas, Obelisco, Porto e Centro. 

De acordo com o presidente, Fagner Feijó, em paralelo será lançado o projeto Xô convid-19, Show Xava 2020, em que a doação de um kit de alimentos será incentivada através da troca por uma camisa oficial da banda. Com a ação, a expectativa é atender mais 200 famílias.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados