Tecnologia

A história do mundo dentro de casa

Diversos museus disponibilizam passeios e acesso ao acervo de maneira virtual

09 de Abril de 2020 - 13h34 Corrigir A + A -
Arte.  Pinacoteca de São Paulo conta com pinturas nacionais. (Foto: Divulgação - DP)

Arte. Pinacoteca de São Paulo conta com pinturas nacionais. (Foto: Divulgação - DP)

Oportunidade.  MET, em Nova York, pode ser acessado da internet (Foto: Divulgação - DP)

Oportunidade. MET, em Nova York, pode ser acessado da internet (Foto: Divulgação - DP)

De dentro de casa é possível conhecer boa parte do mundo. Em tempos de quarentena e isolamento social, surge a oportunidade de conhecer museus nacionais e internacionais, ainda que virtualmente. Abaixo, apresentamos dicas de instituições que permitem visitação através da internet.

Pinacoteca
Uma das principais casas de arte do Brasil, a Pinacoteca do Estado de São Paulo pode ser visitada virtualmente. Através do Google Arts & Culture é possível adentrar o prédio, localizado no Jardim da Luz, e conhecer as principais salas com visão 360°. O museu abriga um dos maiores e mais representativos acervos da arte nacional, com mais de dez mil peças que abrangem a história da pintura brasileira e trabalhos de estrangeiros inspirados no país.

Museu Nacional
Em um crime contra a história do Brasil, o Museu Nacional teve coleções inteiras destruídas por incêndio ocorrido em 2018. O acervo da instituição, porém, está inteirinho catalogado digitalmente e disponibilizado para o público no Google Arts & Culture. De forma moderna, a plataforma oferece um tour guiado pelas coleções e permite a aproximação de algumas obras.

MET
Não faça como Joey Tribbiani: não estamos falando do Brooklyn Nets, time de basquete estadunidense, mas sim do MET, o Metropolitan Museum of Art, também situado em Nova York. O período de isolamento pode ser um bom momento para visitá-lo sem precisar sair de casa. Para isso, basta acessar o site oficial da instituição para ter uma visão 360° do local que conta com importante coleção de pinturas europeias dos séculos 12 ao 20, além de obras da arte antiga (Grécia, Egito, Roma).

Museu do Holocausto
Valorizar o trabalho feito em museus é primordial no sentido de que é lá que se faz a luta para que nossa memória não seja apagada. É o caso do Museu do Holocausto, em Israel, que conta com fotografias, obras e objetos da Segunda Guerra Mundial. O acervo também está disponível virtualmente - tanto pelo site oficial quanto pelo Google Arts & Culture.

BPP
A quarentena forçada pelo coronavírus resultou em paralisação das atividades de digitalização do acervo da Bibliotheca Pública Pelotense, mas um item muito importante já está disponível: as edições do jornal pelotense A Alvorada de 1931 até 1957. História pelotense ao alcance de um clique.

Acesse todos os museus da reportagem e ainda outras dicas
>Pinacoteca do Estado de São Paulo https://bit.ly/2V99KKW

>Museu Nacional -  https://bit.ly/34qAIBV

>MET - https://www.metmuseum.org/

>Museu do Holocausto - https://bit.ly/2JSoSHr

>Bibliotheca Pública Pelotense - http://acervobibliotheca.com.br

>Museu Nacional da Coreia do Sul - http://www.mmca.go.kr/eng/

>Museu Oscar Niemeyer - https://www.museuoscarniemeyer.org.br/

>Museu da Acrópole - https://bit.ly/34mxIGF


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados