Ensino

A força do alimento em debate

5ª Semana Acadêmica da Gastronomia celebra dez anos do curso, com atividades on-line e inscrições gratuitas

29 de Setembro de 2020 - 11h35 Corrigir A + A -

Por: Ana Cláudia Dias
anacl@diariopopular.com.br 

Entre os convidados em destaque estão a chef Camila Botelho, o indígena influencier Tukumã Pataxó, a secretária Geral do projeto Potimun, Ellen Monielle e a professora Maria Eunice Maciel (Foto: Divulgação - DP)

Entre os convidados em destaque estão a chef Camila Botelho, o indígena influencier Tukumã Pataxó, a secretária Geral do projeto Potimun, Ellen Monielle e a professora Maria Eunice Maciel (Foto: Divulgação - DP)

Próximo de completar os primeiros dez anos de atividades, o curso de Gastronomia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) realiza a partir de quarta-feira (30) a 5ª Semana Acadêmica, sob o tema Comida que move. Este ano, o evento que é todo on-line e gratuito, ocorre até o dia 6 de outubro. As atividades começam às 14h e todo o evento será no turno da tarde, inclusive sábado e domingo.

Evento de caráter técnico-científico, a Semana Acadêmica tem como tema Comida que move. A ideia é falar sobre a comida que move o mundo, as pessoas, que transforma espaços, agencia relações, incorpora rituais, que faz o fluxo da vida acontecer ao dar energia aos seres vivos e ao mesmo tempo ser um dos motivadores do cotidiano de qualquer sociedade. O encontro irá apresentar um pouco dessa diversidade existente por meio de palestras e workshops com convidados.

Conforme ressaltam os organizadores, comer, temperar e cozinhar é parte constitutiva da vida humana. "Movemos uma parte diária de nossas existências em função da comida. Estamos falando sobre ver o movimento do mundo em função da alimentação", destacam. O evento é promovido pelo Diretório Acadêmico da Gastronomia e coordenado pelo professor Valdecir Carlos Ferri e pelo acadêmico Rangel Carraro Toledo Borges.

O acadêmico Rangel Borges conta que o Diretório Acadêmico consultou os alunos na hora da escolha do tema e as ideias surgiram conjuntamente. Em princípio os temas propostos era bem distintos uns dos outros. Variavam entre inovação, academia e prática e o que ligava todos eles era justamente a comida. "Então o que nos motivou a escolher este tema foi isso, a comida que está interligada a todos os temas e também a todos nós como seres humanos."

Destaques do evento

Nesta edição serão abordados no encontro diversos temas, dentre eles: mercado de trabalho, feminismo, negritudes, bebidas, sustentabilidade e muito mais. "A grande maioria dos palestrantes possuem carreira consolidada e nomes emblemáticos da gastronomia", destaca o coordenador do curso e professor de enologia, Valdecir Ferri.

Participarão grandes nomes do meio gastronômico a chef Camila Botelho, que falará no dia 3 de outubro sobre Vegetarianismo e veganismo; a professora da UFRGS, doutora em Antropologia Social Maria Eunice Maciel, abordará, no dia 2, o tema Fome, desperdício e sustentabilidade; ainda na programação a historiadora e doutora em Alimentação, Nutrição e Saúde, Lourence Alves, que no dia 5 ministrará palestra sobre Negritude, feminismo negro e afrobrasilidades na gastronomia. No mesmo dia falará a secretária Geral do projeto Potimun, Ellen Monielle.

Também entre os convidados desta edição estão o comunicador e influencer indígena Tukumã Pataxó, que falará sobre Cultura e comensalidade: Indígenas e a voz do Brasil, no dia 1º. Além dele palestrarão o proprietário do restaurante Justo 741 Ricardo Yudi, sobre Estratégias de vendas on-line: Pandemia mudando hábitos, dia 30.

Um outro convidados destaque desta Semana Acadêmica é Gustavo Guterman, graduado em Gastronomia no centro de formação internacional Alain Ducasse Formation (ADF). Atualmente atua como coordenador do curso técnico de Cozinha do Instituto Federal Fluminense.

Também, no primeiro dia do evento, ele vai falar sobre Rumos da gastronomia. A palestra pretende provocar questões sobre o papel da gastronomia na sociedade, versando sobre as novas divisões das responsabilidades dos profissionais e das escolas de gastronomia nas cadeias produtivas.

Inscrições

As inscrições podem ser feitas até quarta-feira pela página do evento. Quem participar terá direito a certificação totalizando 42 horas.

Para quem participar será disponibilizado uma aba intitulada Transmissão online. Nela, o inscrito terá acesso a cada um dos links para assistir as palestras e workshops. Inscritos também receberão diariamente em seu e-mail cadastrado na plataforma uma mensagem com o link de acesso daquele dia. A transmissão será pelo Youtube.

As novidades podem ser acompanhadas pelas redes sociais do curso: Instagram @dagastroufpel e Facebook (DAG - Diretório Acadêmico da Gastronomia).

Dez anos de história

Essa é a trajetória do curso de Gastronomia da UFPel, que ao longo destes dez anos tem sido temperado a muitas mãos para o fortalecimento das pessoas. O curso foi criado pela portaria 1.548 de 6 de outubro de 2010 e teve seu reconhecimento consolidado pela Portaria nº 248 de 31/05/2013 publicada no D.O.U. de 3 de junho de 2013.

Neste ano, ao completar seus dez anos, o curso teve a renovação do reconhecimento, através da Portaria nº 211 de 25/06/2020, publicada na Seção 1, página 118 do D.O.U. de 7 de julho.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados