Estilo

Produções nacionais são opção para maratonar nos principais serviços de streaming audiovisual

Netflix, Prime Video e HBO Go contam com criações brasileiras variadas

31 de Maio de 2020 - 08h02 Corrigir A + A -
Seu Jorge protagoniza

Seu Jorge protagoniza "Irmandade", na Netflix (Foto: Divulgação - DP)

O ideal é ficar em casa. E combinemos: com o frio e o novo coronavírus que estão lá fora, não chega a ser exatamente um esforço tomar essa decisão. Para ajudar no entretenimento caseiro, o caderno Estilo selecionou produções nacionais que estão disponíveis para um maratona neste final de semana nos principais serviços de streaming disponíveis no Brasil.

Netflix

A Netflix é a precursora e a principal opção hoje quando o assunto é o streaming. É dela também algumas das primeiras produções nacionais feitas para o formato. Com dramas, ficções científicas, comédias e até documentários, a plataforma tem apostado bastante no jeito brasileiro de fazer audiovisual.

A primeira série nacional produzida pela Netflix é 3%. Estrelada por Bianca Comparato e João Miguel, e com produção executiva do premiado César Charlone, a distopia se passa em um futuro não muito distante, quando o planeta é um lugar devastado. Aos 20 anos, todo cidadão recebe a chance de passar por uma rigorosa seleção para ascender ao Maralto, uma região farta de oportunidades. Porém, apenas 3% consegue chegar lá.

Com boa recepção da crítica e uma base de aprovação de 96% dos usuários do Google, Irmandade é outro destaque nacional no catálogo da Netflix. Naruna Costa e Seu Jorge protagonizam a história de Cristina, uma advogada que enfrenta dilema moral ao descobrir que o irmão é o líder de uma facção criminosa em ascensão. 

Também é opção a recente Coisa mais linda, um passeio pelo Rio de Janeiro dos anos 1950. Na trama, a paulistana Malu, vivida por Maria Casadeval, muda-se com o marido para a capital carioca com o objetivo de abrir um restaurante. Porém, o plano não sai como o esperado e ela abre uma casa noturna voltada à Bossa Nova. A segunda temporada da série está marcada para chegar à plataforma em 19 de junho.

Também faz parte do catálogo da Netflix o sucesso de público Sintonia. Produzida pelo fenômeno do funk Kondzilla, a série acompanha três amigos da periferia paulistana que tentam vencer na vida de diferentes formas. Ao mesmo tempo, a produção acompanha a cena do funk de São Paulo.

Para quem quer uma opção mais leve, a comédia Samantha! é a indicação. A história, protagonizada por Emanuelle Araújol, aborda a vida de uma decadente ex-celebridade mirim dos anos 80, que hoje vive com planos absurdos para conseguir voltar aos holofotes, enquanto seu marido, uma ex-estrela do futebol, volta para casa depois de passar mais de uma década na prisão.

Prime Video

O Prime Video, serviço de streaming da Amazon, tem se destacado nos últimos anos através de sucessos como Fleabag, The Marvelous Mrs. Maisel e The Boys. Mas existem também produções nacionais a serem destacadas no vasto catálogo disponível.

A primeira delas é Homens?, comédia criada por Fábio Porchat. O humorista também protagoniza essa série que acompanha quatro amigos de longa data que se dão conta de que o mundo está mudando, mas eles ainda não. Como o próprio nome sugere, a produção apresenta as fragilidades da masculinidade frente aos avanços do século 21.

 

Dentro do Prime Video, também estão disponíveis reality shows brasileiros que costumam fazer sucesso com o público. É o caso de Soltos em Floripa e De Férias com o Ex. Neste último, inclusive, tem pelotense participando da atual temporada: a favorita do público Mina Winkel. 

HBO Go

A HBO é reconhecida mundialmente pela qualidade de tudo aquilo que produz. É do canal grandes sucessos como Game of Thrones, Six feet under e Veep, além de séries atuais que todo mundo precisa ver, como Euphoria. No HBO Go, serviço de streaming que está disponível no Brasil, são também diversas as opções nacionais para serem assistidas.

Uma opção bem recente é Santos Dumont, minissérie que conta a história de um dos principais brasileiros de todos os tempos. São seis capítulos que abordam a vida, a ambição, a consagração e a melancolia do inventor, aqui interpretado por João Pedro Zappa.

Outra boa indicação é Pico da Neblina, dirigida por Fernando e Quico Meirelles. Na trama, a legalização da maconha no Brasil se torna realidade e desestabiliza o tráfico da droga. O ex-traficante Biriba precisa decidir entre permanecer no mercado ilegal ou buscar meios legais para comercializar a sua produção de maconha.

 

Uma última indicação é A vida secreta dos casais, criada por Bruna Lombardi, que também protagoniza a produção. Nesta série, a sexóloga e terapeuta Sofia Prado dirige um centro de terapias alternativas para casais. Ao mesmo tempo, ela precisa enfrentar os próprios transtornos emocionais. 

 

Comentários Comente

REDES SOCIAIS

Diário Popular - Todos os direitos reservados