Estilo
Música

Combinação explosiva de Anitta e Lucco

Neste domingo, Festival de Verão reúne dois fenômenos da música nacional no palco da Arena Partage

02 de Fevereiro de 2019 - 12h00 Corrigir A + A -
Cantora é a primeira a subir no palco (Foto: Divulgação - DP)

Cantora é a primeira a subir no palco (Foto: Divulgação - DP)

Lucco encerra a noite com sucessos (Foto: Divulgação - DP)

Lucco encerra a noite com sucessos (Foto: Divulgação - DP)

Do pop, Anitta. Do sertanejo, Lucas Lucco. Dois fenômenos da música brasileira estarão reunidos neste domingo (03) no Festival de Verão, em Rio Grande. Músicas dançantes, energia pulsante e sensualidade ao vivo é o que promete a combinação de shows promovida pela Bah Entretenimento. A abertura da noite fica sob responsabilidade da atração local Henry & Banda.

O encontro de Anitta e Lucas Lucco não é uma novidade. Os dois já participaram juntos de campanhas publicitárias e lançaram a faixa Beijar à queima-roupa, em 2014, que integrou o CD/DVD O destino do cantor mineiro. A canção foi apresentada no programa Música boa, do Multishow, o qual Anitta comandou durante as temporadas de 2016 e de 2017.

Atualmente, ambos vivenciam o auge de suas carreiras. Anitta lançou em novembro o EP Solo, com três faixas. A mais bem-sucedida foi Veneno, uma nova investida no reggaeton. Enquanto isso, Lucas gravou o DVD A origem e ofereceu nada menos que 19 canções inéditas, sendo que várias já são sucesso.

Ninguém segura ela
Versatilidade define Larissa de Macedo Machado. Começou no funk sob a alcunha de MC Anitta, nome inspirado na personagem de Mel Lisboa em minisérie da TV Globo. Dessa fase vieram as canções Eu vou ficar, Proposta e Fica só olhando, junto da gravadora Furacão 2000. A parceria culminou na gravação de seu primeiro videoclipe, Menina má, em 2012. 

O ano seguinte apresentou o talento de Anitta de Norte a Sul do país com a faixa Meiga e abusada, que virou trilha sonora da novela Amor à vida e lhe rendeu contrato com a Warner Music. O estouro mesmo ocorreu logo na sequência com o lançamento de Show das poderosas, o vídeo mais assistido do ano no YouTube Brasil. O país estava dançando e babando pela funkeira carioca. Cada passo de Anitta passou a ser acompanhado por uma legião de fãs. 

A Warner aproveitou o momento para colocar nas lojas o primeiro álbum de estúdio da cantora. O disco homônimo entregou mais dois sucessos: o pop eletrônico Não para e a romântica Zen. Em 2014, Anitta gravou o DVD Meu lugar e lançou o segundo álbum da carreira, Ritmo perfeito. As novas canções, como Blá blá blá, Cobertor, Na batida e No meu talento, deixaram evidente que Anitta era a rainha do pop brasileiro. 

O terceiro álbum da cantora passou a ser um dos mais esperados de 2015. Quando Bang, tanto o álbum quanto a canção, foram lançados, o nome de Anitta era o que só se ouvia nas rádios, nos canais televisivos, nas plataformas virtuais e nas conversas entre amigos. Além da faixa-título, os singles Deixa ele sofrer e Essa mina é louca também foram bem-sucedidos. A trinca adotou em suas versões audiovisuais uma estética inspirada na pop art. 

Depois de abraçar de vez o gênero, Anitta realizou parcerias nacionais com Jota Quest em Blecaute e com a dupla Simone & Simaria em Loka. Tornou-se musa do reggaeton ao lado de J. Balvin em Ginza e de Maluma em Sim ou não. Em versão solo, lançou Paradinha. Mais colaborações internacionais vieram com Iggy Azalea, em Switch, e com Major Lazer, em Sua cara, junto de Pablo Vittar. 

Incansável, a artista de 25 anos anunciou seu projeto mais ousado: Check mate. O objetivo era lançar um videoclipe por mês, mostrando sua versatilidade em diferentes estilos e ainda atingir o mercado internacional. Desta forma, divulgou I will see you, um flerte com a bossa nova, a eletrônica Is that for me, com o DJ sueco Alesso, o reggaeton Downtown, repetindo a parceria com J. Balvin, e o funk Vai malandra. 

De Check mate não saiu o quarto aguardado álbum de Anitta. Ao invés disso, 2018 reservou músicas próprias como Indecente e Medicina, sem falar nas inúmeras parcerias. Teve o sertanejo de Romance com safadeza, com Wesley Safadão, a MPB de Fica tudo bem, com Silva, o funk de Perdendo a mão, com Seakret e Jojo Maronttinni, a balada Ao vivo e a cores, com Matheus & Kauan, e a dose tripla de reggaeton com Jacuzzie, junto de Greeicy, Mala Mia, com Maluma e Becky G, e Machika, terceiro encontro com J. Balvin. 

Anitta terminou o ano como tema de série documental da Netflix e ainda lançou o EP Solo. A nova safra musical da cantora deve servir de base para o show que apresenta neste fim de semana na Arena Partage. Esta é sua primeira vez em Rio Grande. Na Zona Sul do Estado, já havia passado por Pelotas em 2013 e 2017.

Na balada do sertão
Com 27 anos, o ícone do sertanejo Lucas Lucco cada vez adere mais ritmos a sua carreira. O DVD A origem, lançado em outubro do ano passado, comprova suas aventuras pelo pop, funk, arrocha, bachata, axé e forró em composições inéditas. De largada, já emplacou dois hits: Briguinha boba e Posto 24h, com participação de Wesley Safadão. 

O projeto é considerado um resgate às raízes. Foi gravado em Goiânia, cidade na qual começou a desenvolver sua veia artística cantando em bares. A homenagem ao local se traduz na grandiosidade da produção, montada no complexo Casa Box, com dois palcos, cenários em led, mudanças de figurino e elenco de dançarinas. 

Mesmo tendo nascido em Patrocínio e residindo em Uberlândia, sendo os dois municípios mineiros, Lucas decidiu retornar para Goiânia e se reunir com compositores locais para formar o repertório de A origem. Em dois meses nasceram as novas canções. 

Algumas delas possuem participações especiais, como Maiara & Maraísa em Totalmente alteradinha, Gustavo Mioto em Briguei com um palhaço, Padre Fábio de Melo em Calor do momento, Leo Santana em Tadim de mim e MC Kevinho em Ela é só dela. A dupla Israel & Rodolfo, que apadrinhou o garoto no início da profissão, divide o palco em Cão arrependido. 

Até o momento Lucco possui três álbuns de estúdio lançados: Nem te conto (2013), Tá diferente (2014) e Adivinha (2015), além do ao vivo O destino (2015). O cantor ficou conhecido com as músicas Princesinha, ao lado de Mr. Catra, e Toda toda, com a dupla Pikeno e Menor. 

O seu primeiro hit solo foi a romântica Mozão, em 2014. No mesmo ano, Lucas atingiu seu maior sucesso da carreira, Vai vendo. Se não bastasse estar entre as músicas mais tocadas do país, o artista decidiu participar de Malhação (2015) interpretando o personagem Uódson. Também realizou participações na novela Rock story (2016) e Sol nascente (2017). 

De volta à música, o cantor emplacou um sucesso atrás do outro. Tranquilo e favorável (com MC Bin Laden), De buenas, Tic tac (com Mc Lan), Permanecer (com MC G15), Paraíso (com Pablo Vittar) e Remexendo (com MC Gustta) foram alguns deles. 

Recentemente disponibilizou, em sua conta do YouTube, o DVD A origem na íntegra. É este show que chega à Rio Grande, em sua primeira passsagem pela região. Na última quinta-feira foi lançado o videoclipe Chopp garotinho, do cantor Ferrugem, no qual vários famosos aparecem, incluindo Lucco. 

Dono de uma voz sedutora e um corpo malhado, o galã Lucas Lucco valoriza seus atributos tanto nas composições quanto nos videoclipes. Alterna a produção de canções românticas com aquelas que animam qualquer balada, independentemente do gênero. Fora da música e das novelas, desempenha ocupações como modelo, empresário e atleta de CrossFit.

Fique ligado
A preparação para assistir Anitta e Lucas Lucco começa cedo no Partage Shopping. A partir das 16h, o público poderá aproveitar o lounge do Festival de Verão com coreografias de fitdance da Academia Sport Fit, música com DJ, pintura facial para as crianças e distribuição de coquetéis não-alcóolicos. Todas essas atrações estarão disponíveis no estacionamento do Acesso C.

Os ingressos para os shows estão disponíveis em Pelotas e Rio Grande. São várias opções: pista, área vip, Espaço das Poderosinhas e Backstage Garden Grill. A ordem de apresentações é a seguinte: Henry & Banda de abertura, seguido de Anitta e, para encerrar a noite, Lucas Lucco. Nos últimos anos, a arena de shows do Partage recebeu artistas de nível nacional como Wesley Safadão, Marília Mendonça, Simone & Simaria e o DJ Alok.

O quê: Festival de Verão, com Anitta e Lucas Lucco
Quando: domingo (03), com abertura dos portões às 20h
Onde: Arena do Partage Shopping, em Rio Grande
Ingressos: à venda, em Rio Grande, no Boticário, na Ótica VIP, no Portal Multimarcas, na Única Como Você, na Opções Moda Íntima, na Cidy Coiffeur, no Villa Francisca e no Posto do Joaquim e no Partage Shopping. Em Pelotas, na Mundo das Capas e na De Lucca Calçados

Comentários Comente

REDES SOCIAIS

Diário Popular - Todos os direitos reservados