Editorial

Prazo para sair do ar

27 de Fevereiro de 2018 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Começará pelo Distrito Federal e o estado de Goiás um processo de irá avançar em todo o Brasil em breve: a desabilitação pelas operadoras de telefonia móvel de aparelhos celulares irregulares que começaram a ser usados desde a última quinta-feira. A ação terá início em 9 de maio, decidiu a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

Por sua vez, os usuários que já possuem aparelhos móveis irregulares habilitados - antes do dia 22 de fevereiro - não serão desconectados caso não alterem o seu número. A ideia é que até março do ano que vem todos os estados tenham essas unidades bloqueadas.

Segundo a Anatel, quem tentar habilitar um aparelho irregular nas redes de telefonia móvel nessas duas áreas iniciais do trabalho de controle receberá a seguinte mensagem: “Operadora avisa: pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias”. E um dia antes do bloqueio, 8 de maio, outra mensagem será ouvida: “Operadora avisa: este celular Imei (número) é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares”.

Cada telefone móvel possui um número de identificação único e global, chamado de Imei, o equivalente ao chassi de um carro, único para cada aparelho.

Para ter certeza de que o celular a ser adquirido não é ilegal, a Anatel orienta o consumidor a verificar, antes da compra, se os números existentes na caixa, no adesivo e o que aparece ao discar *#06# são os mesmos. Caso sejam diferentes, há grande chance de irregularidade.

E o risco ainda é para a saúde do usuário, destaca a agência. Esses equipamentos podem ser perigosos porque apresentam grande quantidade de chumbo e cádmio, não possuem garantias em relação a limites de radiações eletromagnéticas e utilizam materiais de baixa qualidade, como baterias e carregadores mais sujeitos a quebras. Além disso, tendem a apresentar problemas de queda de chamadas e falhas na conexão de dados.

O cronograma de implantação do bloqueio já está montado. Para Acre, Rondônia, São Paulo, Tocantins, Região Sul e demais estados da região Centro-Oeste as mensagens destinadas a aparelhos irregulares serão encaminhadas a partir de 23 de setembro e o bloqueio acontecerá a partir de 8 de dezembro - medida válida às habilitações feitas a partir de 23 de setembro. Nas demais áreas o processo será realizado a partir de 7 de janeiro de 2019, com bloqueio de 24 de março em diante.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados