Comentário

Café Aquários: patrimônio da humanidade

22 de Fevereiro de 2018 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Paulo César Olmedo. Colaborador

Não admito que ninguém fale mal do Café Aquários e de seus frequentadores! Tomara que todas as cidades tivessem um ponto de referência como o nosso querido Café Aquários, onde podemos rever os amigos, inclusive aqueles que mudaram de domicílio e, sempre que retornam a Pelotas, comparecem no nosso tradicional ponto 22, 15 com 7.

Todos os políticos, corruptos ou não, fazem questão de dar uma passadinha por lá, marcar sua presença na City. Ali, sabemos quem passou dessa para melhor, para onde se mudou o fulano e o que foi feito da fulana de tal. É um berço onde podemos embalar nossos sonhos e saber das perspectivas para o futuro. Todos se inteiram das obras em andamento, quem vai ser o próximo secretário e, assim por diante. É uma academia do bem e não do mal, como estavam tentando passar a imagem. Ali é um verdadeiro ponto ecumênico, frequentado por todas as religiões e todas as correntes políticas.

Engenheiros, advogados, empresários, entre outros, discutem o seu dia a dia e o da cidade, do Estado e do país. Dizer que é um reduto de desocupados é uma blasfêmia e deveria ser punido com o fogo sagrado da indiferença. Para quem não sabe, temos diversas facções, como nos presídios, mas são de pessoas idôneas, que trabalham e usam seus horários de descanso para dar a famosa passadinha no Aquários para colocar o papo em dia. Tem a turma das 7h, do meio-dia, da tarde e da noite, da qual faço parte e convivo com pessoas que nunca foram desocupadas e ainda trabalham, apesar de muitas estarem aposentadas, como eu.

Não existe mais discriminação por sexo, cor ou ideologia, todos são tratados igualmente e discutem seus pontos de vista naquele reduto, hoje famoso em todo o país. Vamos juntar um milhão de assinaturas e remeter para a ONU, solicitando que nosso Café Aquários seja transformado em patrimônio da humanidade e tapar a boca de quem fala mal do Aquários, inclusive daquelas universitárias que foram mostrar seus seios caídos, tentando provocar nossos amigos do maior café do país.

 


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados