Editorial

Rumo a Portugal

08 de Fevereiro de 2018 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Portugal se transformou no destino mais procurado pelos brasileiros que buscam reconstruir a vida profissional. E não é para menos. Há inúmeras facilidades, a começar pela Língua Portuguesa, “Última flor do Lácio, inculta e bela”, segundo Olavo Bilac. E há, também, oportunidades para diversos profissionais, sobretudo os da área de Tecnologia da Informação. O “êxodo” tem sido grande. Virou, inclusive, reportagem da empresa alemã de comunicação Deutsche Welle (DW).

Segundo a reportagem da DW, “O ano de 2017 deve registrar cerca de 9.500 vistos emitidos para entrada no país de Cristiano Ronaldo. Será um aumento de quase 50% em relação a 2016 e de 125% em comparação com os dados de 2015. Há ainda os descendentes, que entram no país com passaporte português - até o início do ano passado, mais de 80 mil cidadanias haviam sido dadas a brasileiros desde 2010”. O balanço ainda não foi fechado pelas autoridades portuguesas.

O número deve aumentar. Tudo porque Portugal propôs a livre autorização de residência entre os nove Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Por exemplo, os brasileiros teriam permissão para viver em Portugal simplesmente por serem brasileiros. A intenção é que a medida passe a valer ainda em 2018. E tudo dito pelo primeiro-ministro português, Anónio Costa.

Outro fator de atração de brasileiros a Portugal tem sido a oportunidade de ingressar em um curso superior. E com a nota obtida, aqui no Brasil, pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Cada vez mais universidades portuguesas têm aderido a acordos com o governo brasileiro. Há poucos dias, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) firmou acordo com a Universidade Católica Portuguesa, que aceitará os resultados do Enem para selecionar brasileiros interessados. Ao todo, já são 28 acordos firmados com instituições portuguesas. O convênio pioneiro se deu em 2014 com a Universidade de Coimbra.

Nem tudo são flores, claro. Antes de se aventurar a mudar-se do Brasil para Portugal é necessário compreender as leis portuguesas e o modo como o mercado de trabalho por lá se comporta. As exigências não são poucas. Há quem diga, porém, que o esforço é recompensado. E muito bem.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados