Editorial

O que já é ruim pode piorar

31 de Janeiro de 2018 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

O Brasil poderá triplicar o número de partidos políticos em pouco tempo e saltar dos atuais 35 para 108. Isso porque outras 73 siglas estão em processo de formação. A notícia é do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que informou a quantidade de legendas que obteve o registro civil em cartório, requisito inicial para o processo de criação.

Segundo o órgão, a partir dessa comunicação os grupos políticos em fase de formação recebem uma senha para abastecer o Sistema de Apoiamento a Partidos em Formação (SAPF) da Justiça Eleitoral com os apoios que coletaram junto aos eleitores. Cumpridas todas as exigências legais, o partido apresenta ao TSE o pedido de registro de seu estatuto para que, se aprovado, passe a existir de fato e dispute as eleições.

A "salada de frutas" das siglas tem ideologias para todos os gostos. O último a informar o Tribunal foi o Partido das Sete Causas (PSete). Já o Partido Igualdade (IDE) e o do Partido Muda Brasil (MD) estão com pedidos de registro de estatuto em tramitação.

Dificilmente, porém, a maioria colocará candidatos nas urnas em outubro. A legislação, com as alterações feitas pela Reforma Eleitoral de 2017, prevê que podem participar do pleito os partidos que, até seis meses antes do processo (abril), tenham registrado seus estatutos no TSE. O primeiro turno está marcado para o dia 7 de outubro e o segundo para o dia 28.

Mas é bom o eleitor se acostumar. Sem barreiras mais rígidas para a criação de tantos grupos, logo eles ganharão espaço para apresentar suas bandeiras.¶

Confira a lista de alguns que aguardam o reconhecimento: PDC (Partido Democrata Cristão), IDE (Igualdade), PRC (Partido Republicano Cristão), PCS (Partido Carismático Social), UDC DO B (União da Democracia Cristã do Brasil), PB (Partido Brasileiro), Manancial (Partido Manancial Nacional), PHN (Partido Humanitário Nacional), MB (Partido Muda Brasil), PNTB (Partido Nacional Trabalhista), Brasileiro, PDSP (Partido Democrático dos Servidores Públicos), PDL (Partido Democracia Liberal), Tribuna (Tribuna Popular), Iguais, PLS (Partido da Liberdade Solidarista), Pisc (Partido da Integração Social e Cidadania), PMP (Partido da Mobilização Popular), PSN (Partido da Solidariedade Nacional), RNV (Renovar), PCD (Partido Consciência Democrática), PE (Partido do Esporte), FB (Força Brasil), Pruab (Partido da Reforma Urbana e Agrária do Brasil), NOS (Nova Ordem Social), PNS (Partido Nacional da Saúde), PPLE (Partido Popular de Liberdade de Expressão Afro-Brasileira), Puma (Partido Universal do Meio Ambiente), PPBR (Partido Popular Brasileiro), Pais (Partido pela Acessibilidade e Inclusão Social), Inovabrasil (Partido do Pequeno e Micro Empresário Brasileiro) e PNI (Partido Nacional Indígena).



Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados