Comentário

Carlos Eduardo Behrensdorf

26 de Maio de 2016 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Verdade e boato
A partir de terça-feira, 31, o ministro Gilmar Mendes presidirá a turma do Supremo Tribunal Federal (STF) responsável pelos casos de corrupção na Petrobras. Não tem fundamento a conversa segundo a qual ele lerá algum trecho do discurso do amigo e senador José Serra (PSDB/SP), quando da posse como ministro das Relações Exteriores.

Opinião
Bem falante, sempre com opiniões isentas, Gilmar disse na terça-feira, 24, não ter interpretado as falas de Jucá "como uma tentativa de barrar a investigação da Lava Jato".

Sentença
A Justiça argentina dá, na sexta-feira (27), sua sentença final sobre o desaparecimento de 105 vítimas da Operação Condor, ação repressiva de seis países sul-americanos.

Militares
A Operação Condor foi uma iniciativa conjunta de militares de seis países sul-americanos, com apoio norte-americano, para localizar e fazer desaparecer dissidentes políticos.

Integrantes
Faziam parte os governos militares de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai. A operação durou de 28 de novembro de 1975 até meados dos anos 80.

Objetivo
Composta pelas forças armadas das ditaduras militares de seis países da região, buscava identificar, prender e matar dissidentes de esquerda entre as décadas de 70 e 80.

Esforço
Do jornalista Carlos Chagas, comentando o esforço de Michel Temer para salvar o que restou dos escombros da última crise e tentando convencer a opinião pública:

Placa
Se conseguirá ou não, melhor aguardar o fim de semana. "Faria bem se colocasse nas portas e janelas do Palácio do Planalto uma placa com aviso: 'Fechado para balanço'."

Lembrete
A presença dos ministros Geddel Vieira Lima e Dyogo Oliveira (Planejamento), na coletiva de Michel Temer, serviu para me lembrar: eles também são investigados.

E-mail: cebehrensdorf7@gmail.com


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados