Polícia

Trânsito 08 de Abril de 2013 - 18h13

Sinaleiras desligadas resultam em acidentes em Pelotas

Os semáforos deixaram de funcionar no forte temporal do fim da semana passada

Sinaleiras de ambas as esquinas não estariam funcionando desde os temporais que atingiram Pelotas na quinta-feira (Foto: Paula Blaas)
Sinaleiras de ambas as esquinas não estariam funcionando desde os temporais que atingiram Pelotas na quinta-feira (Foto: Paula Blaas)

Dois acidentes quase ao mesmo tempo deixaram o trânsito da rua Pinto Martins trancado nesta segunda-feira (8), em Pelotas. Por volta das 13h50min uma ligação para a Delegacia de Trânsito anunciou que a colisão teria acontecido na esquina da rua General Osório. A viatura parou na esquina da Deodoro e iniciou o atendimento. Minutos depois constataram que não haviam sido chamados para resolver aquele acidente, mas sim outro, uma quadra depois.

Segundo moradores do local, as sinaleiras de ambas as esquinas não funcionam desde os temporais que atingiram Pelotas na quinta-feira passada. Placas sinalizadoras foram colocadas nos cruzamentos mas não impediram que a confusão se instaurasse.

O superintendente da Secretaria de Segurança, Transportes e Trânsito (SSTT) de Pelotas, Flávio Al-Alam, afirma que já estão sendo adotadas medidas para que os semáforos retornem à ativa. O mesmo controlador - a peça que mantém as sinaleiras em funcionamento - é utilizado em ambos, explica. "Não é falta de vontade da Secretaria, já estamos cientes do problema e já mobilizamos equipes para resolver". O que acontece, segundo o superintendente, é que existem duas empresas responsáveis por atender a cidade e consertar estas peças e elas não conseguem atender a demanda. "O ideal seria que tivéssemos peças reservas para substituir esses controladores, mas durante a semana passada ficamos com seis semáforos fora de funcionamento", relata Al-Alam.

Medidas
Pelotas possui 178 semáforos. Destes, a maior parte ainda está inserida dentro do sistema funcional antigo, o mecânico. Nele, quando há quedas de luz na rua, a sinaleira se desliga para evitar que o controlador queime. Quando a energia elétrica retorna é necessário uma equipe com pelo menos dois homens, deslocada até o local, para ativar o semáforo novamente.
Nos sistemas digitais isso não acontece mais. O dispositivo permite que em casos de quedas de luz o semáforo retorne automaticamente a funcionar assim que a energia é reativada.

Um plano para a reestruturação das sinaleiras da cidade está sendo apresentado na prefeitura. Entre as medidas, a substituição dos semáforos da avenida Bento Gonçalves. "Planejamos trocar os controladores da Bento, por peças ainda maiores, para podermos utilizar os antigos em locais como por exemplo a rua Pinto Martins, que possui semáforos muito antigos", acrescentou.

Comentários
Comentar

Verificação: 4329

  • luis 08 de Abril de 2013 - 07h53

    Nada de anormal nisso, pois os agentes de trânsito tem exclusivamente o intuito de multar em nossa cidade. Jamais vi algum agente controlando o trânsito em casos como esses nos quais os semáforos estragam. Tanto que passei no momento em que eles atendiam o acidente da foto e os mesmos sequer ajudavam a controlar o trânsito. As vezes agem com enorme arrogância e achando que tem poder de polícia. VERGONHA. .

  • andrei 08 de Abril de 2013 - 08h43

    Ja ouviram falar em baterias estilo no-break? Alguns azuis tem o intuito de so multar, mas a maioria deles controla bem o transito. Eu mesmo tinha uma imagem errada deles.

  • Adriano 09 de Abril de 2013 - 01h46

    Concordo com o Luis, os agentes de trânsito (nome correto e nao "autoridade de trânsito") como eles gostam de se auto-denominar, na prática tem apenas uma funçao: MULTAR o cidadão. Fiscalização só à noite ou épocas de vencimento de IPVA. Nunca acontece ação de fiscalização preventiva, são diversos veiculos sem sinalizaçao ou equipamentos obrigatórios. Ao invés de ficarem PASSEANDO por ai nas viaturas e desperdiçando dinheiro publico deveriam TRABALHAR!!!!!.


TOPO
Esconder barra