Crônica 30 de Dezembro de 2012 - 07h00

A primeira novela de Pelotas

Há alguns meses recebi um convite tão surpreendente quanto tentador

Por Lisiani Rotta

Há alguns meses recebi um convite tão surpreendente quanto tentador. A TV Cidade e o cineasta José Mattos me falaram sobre um projeto que, além de inovador, seria um grande desafio para todos os envolvidos. Fazer uma novela.

Uma novela feita inteiramente em Pelotas. Do roteiro à trilha sonora. A ideia de dar ao artista local a oportunidade de mostrar seu talento me seduziu. A TV é capaz de levar arte aos lugares mais improváveis. É capaz de conquistar e abrir a mente de pessoas que talvez, jamais fossem a um teatro ou a um cinema.

Imaginei a oportunidade que o telespectador teria de ver em cena atores que brilham nos palcos dos nossos teatros. Imaginei atores conquistando plateias, talvez menos seletas das que estão acostumados, mas igualmente ávidas pela arte da interpretação.

A teledramaturgia vem conquistando cada vez mais espaço e traz com ela, além de informação, várias questões que, pela correria da vida moderna, não paramos para analisar. É a arte do povo. Se bem conduzida, diverte, instrui e faz pensar.

O convite para escrever o roteiro, baseada no livro Ao pé do ouvido, lançado pelo Jornal Diário Popular em novembro passado, muito me honrou. O entusiasmo da equipe me contagiou. Depois de anos dedicada ao teatro onde eu me envolvia com absolutamente tudo, gostei da ideia de poder me dedicar apenas ao texto. O que, por ironia, hoje me inquieta.

Li uma entrevista de um autor adaptado para o teatro, que se sentiu frustrado por não conseguir reconhecer seu texto nas cenas. É um risco. Uma mesma obra pode levar a inúmeras interpretações. A interpretação é livre, além de muito pessoal.  Estou curiosa pra ver o resultado.

Fiquei impressionada com o minucioso trabalho da equipe que, cheia de energia e determinação, não se deixava abater pelas dificuldades. O trabalho é enorme. Presenciei a gravação de uma cena e pude ver o quanto exige de todos para que fique perfeita.  

Conheci o elenco e a sensação indescritível de ver meus personagens, em carne e osso, questionando sobre as personalidades que assumiriam. Enfim, embora exaustiva, esta tem sido uma experiência ímpar e muito, muito prazerosa. Eu me delicio ao criar cenas em que os personagens transitam por lugares conhecidos da nossa cidade. Por cenários que nos orgulham e que, merecidamente, fazem de Pelotas a cidade mais charmosa do interior do Estado.

Quanto ao enredo, ele é simples como a vida. Conta-nos a história de cinco mulheres, totalmente distintas, que têm idades diferentes, vivem vidas diferentes e pensam de forma diferente. Em comum apenas o fato de serem, todas, mulheres do nosso tempo.  

Como nas crônicas, a novela nos trará divertidas cenas do cotidiano, em várias histórias curtas que se entrelaçam. Estreia dia 2 de janeiro na TV Cidade, às 10h da noite. O entusiasmo é grande, assim como a expectativa. O apoio que a equipe vem recebendo mostra o desejo, de todos, de que esse projeto de certo e que essa se torne a primeira de muitas realizações desta corajosa emissora.

Fazer é bem mais difícil do que criticar. Viva as iniciativas como esta! 

Comentários
Comentar

Verificação: 5472

Não há comentários, seja o primeiro a comentar!


TOPO
Esconder barra