Segurança Pública

GM já utiliza o Sistema de Consultas Integradas

O acesso ao banco de dados se dará via convênio com a Secretaria Estadual de Segurança Pública

11 de Julho de 2018 - 18h12 Corrigir A + A -

Por Prefeitura de Pelotas

O Sistema da Consulta Integradas (CSI) já está em uso pela Guarda Municipal (GM) de Pelotas. O acesso ao banco de dados, via convênio com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, realizado desde a sexta-feira (6), traz mais agilidade às abordagens e melhora o planejamento do Departamento de Inteligência.

Os primeiros dias foram de adaptação dos sete guardas capacitados para usar o Sistema; a expectativa é de que, gradualmente, este número seja ampliado para até 20 profissionais. O secretário municipal de Segurança Pública (SSP), Aldo Bruno Ferreira, define a conquista como histórica, uma vez que a demanda pelo CSI era antiga. "É uma grande vitória! Esta ferramenta de trabalho dá mais autonomia à gestão e consulta de informações, porque, agora, a GM não depende da Brigada Militar ou Polícia Civil”, afirma Ferreira.

O acesso aos dados é via computador ou aplicativo no celular, mediante login e senha disponibilizados pelo Estado para servidores previamente designados, explicou o chefe do Departamento de Inteligência, Ladislau Neto. A GM consegue consultar endereços, nomes dos pais, fotos, se a pessoa se envolveu em ocorrência criminal, inquéritos policiais e processos judiciais, se já esteve presa, se é foragida, se tem carro ou arma, por meio de órgãos como o Detran e o Departamento de Identificação e Justiça. “O setor fica mais empoderado em relação a outras agências de inteligência e forças policiais. As consultas em fontes abertas e fechadas facilitam a tomada de decisões e o planejamento estratégico”, diz Neto.

A conexão é auditada e cada entrada para consulta fica registrada junto à Secretaria Estadual de Segurança Pública, o que gera mais transparência e garante o uso correto da ferramenta, outra vantagem para o chefe da Inteligência do Município.

Conforme a guarda Nogueira, capacitada para o uso do Sistema e que trabalha na Sala de Monitoramento, facilitar o trabalho dos colegas que atuam nas ruas é o grande benefício já sentido no serviço diário desta primeira semana com o CSI. “Como o contato é direto, diminuiu o tempo de resposta nos casos suspeitos e quando há alguma dúvida’, resume a servidora. 

Troca de informações

 O termo de cooperação assinado entre a prefeita Paula Mascarenhas e o secretário Estadual Cézar Schirmer, em 9 de junho, foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 12 do mesmo mês e, em menos de 30 dias, a SSP e a Coinpel conseguiram realizar os ajustes necessários para o uso do Sistema. O convênio terá duração de 60 meses, com possibilidade de renovação.

A inclusão no Consultas Integradas foi viabilizada pela adesão da Prefeitura ao Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM), em abril de 2017. Em contrapartida, o Executivo Municipal disponibilizará, à Secretaria Estadual, informações do Sistema de Dados do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o Cadastro de Alvarás.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados