Confiança

Sem medo do líder

Volante Itaqui quer Brasil no ataque contra o Fortaleza, melhor time do Campeonato Brasileiro da Série B

13 de Junho de 2018 - 14h45 Corrigir A + A -

Por: Henrique Risse
esporte@diariopopular.com.br 

Otimista. Itaqui acredita em bom resultado no Ceará. (Foto: Jonathan Silva/GEB)

Otimista. Itaqui acredita em bom resultado no Ceará. (Foto: Jonathan Silva/GEB)

Confiança. Essa é a palavra-chave para o Brasil buscar um resultado positivo nesta sexta-feira (15), no Castelão, onde enfrenta o líder Fortaleza, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Para isso, será necessário esquecer a derrota para a Ponte Preta no Bento Freitas.

“Temos que absorver a derrota em casa o mais rápido possível, não deixar atingir a nossa confiança - que é o principal. Não podemos deixar a confiança cair”, destacou o meio-campista Itaqui, em entrevista coletiva concedida terça-feira à tarde na Baixada. Para o jogador, o grupo precisa se apegar às atuações nos jogos contra CRB e Oeste, quando o Xavante teve bom desempenho e por pouco não conseguiu vencer. “Tivemos dois jogos bons fora de casa, antes da Ponte Preta. Não em nível de resultados, pois queríamos pelo menos uma vitória, mas tivemos boas atuações, tivemos chances nos dois jogos.”

Líder isolado da Série B, com 23 pontos - 13 a mais que o Brasil -, o Fortaleza só perdeu uma vez na competição, justamente na rodada passada, quando levou 2 a 1 do São Bento, em Sorocaba. “É um desafio como todos na Série B. É uma equipe que a gente vem acompanhando pela TV e conhece bem. O Fortaleza tem um lado direito muito forte. Um time muito competitivo, que erra muito pouco, que joga fora e dentro de casa do mesmo jeito”, completou Itaqui.

Duas mudanças
Na tarde de terça, o técnico Clemer fechou o treino mais uma vez e não deu pistas do time que enfrenta o Fortaleza, às 19h15min desta sexta-feira. O certo é que o treinador fará ao menos duas alterações na equipe. Suspensos pelo terceiro cartão amarelo, Leandro Leite e Calyson estão fora do confronto. Para a vaga do capitão o escolhido deve ser Zé Augusto, único primeiro volante à disposição do treinador desde a saída de Vacaria. Já na meia, a principal alternativa é Kaio, mas Welinton Júnior corre por fora por um lugar no time.

O grupo ainda faz um treinamento hoje pela manhã, antes de partir para o Ceará. À tarde a delegação viaja rumo a Porto Alegre. O voo para Fortaleza será na quinta pela manhã. O provável rubro-negro para começar a partida na tem Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Rafael Dumas e Willian Machado; Zé Augusto, Itaqui, Kaio (Welinton Júnior), Toty e Lourency; Luiz Eduardo.

Fora de ação
Terça pela manhã, o meia Deyvid Sacconi realizou uma artroscopia no joelho e desfalca o Xavante nos próximos jogos. O tempo de recuperação do atleta ainda não foi divulgado pelo departamento médico do clube.

Base em campo
As categorias de base do Brasil voltam a campo hoje. A partir das 13h, no CFA Xavante, a equipe sub-15 enfrenta o Guarani de Venâncio Aires. Logo na sequência, às 15h, será a vez do Sub-20 enfrentar o São José na partida de ida das quartas de final do Gauchão da categoria. O jogo de volta com o Zequinha será no sábado, em Porto Alegre.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados