Segurança Pública

Pelotas recebe 40 novos policiais militares

Comando do 4º BPM considera que irá gerar maior sensação de segurança nos pelotenses; apesar do reforço, os novos soldados devem ficar somente por um período de 30 dias

10 de Abril de 2018 - 18h44 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Os PMs - que já estão nas cidades - fazem parte da turma de mais de 500 soldados da corporação formados na última sexta-feira, em Porto Alegre  (Foto: Brigada Militar)

Os PMs - que já estão nas cidades - fazem parte da turma de mais de 500 soldados da corporação formados na última sexta-feira, em Porto Alegre (Foto: Brigada Militar)

Desde a última segunda-feira, 60 policiais militares reforçam o efetivo da Brigada Militar (BM) nas ruas dos municípios de Pelotas e Rio Grande. Os PMs - que já estão nas cidades - fazem parte da turma de mais de 500 soldados da corporação formados na última sexta-feira, em Porto Alegre. Do total de PMs, 40 foram designados para Pelotas e 20 para Rio Grande.

De acordo com o Comando de Policiamento Ostensivo do Sul (CRPO-Sul), os soldados irão reforçar o policiamento nas ações da Operação Avante Visibilidade, que tem como foco colocar nas ruas mais policiamento nos horários e locais de maior incidência de crimes, levando em consideração os indicadores de criminalidade de cada região.

O comando do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) considera que a operação irá gerar maior sensação de segurança nos pelotenses devido à presença de policiais, seja no policiamento a pé ou no patrulhamento móvel. A intenção é reduzir os números de homicídios, roubos e tráfico de drogas.

Apesar do reforço, os novos soldados devem ficar somente por um período de 30 dias. Depois, eles irão ser encaminhados a Porto Alegre, onde o Comando-Geral da Brigada Militar deve decidir a distribuição dos policiais de maneira definitiva. Conforme o CRPO-Sul, as cidades da Região Sul com menor número de policiamento e com altos índices de criminalidade devem ser beneficiadas.

Na semana passada, o governo do Estado entregou seis novas viaturas ao Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Sul. Os veículos fazem parte de um lote de 114 novos automóveis repassados à Brigada Militar (BM). Das seis viaturas, uma caminhonete Hilux foi destinada para Pelotas, dois Toyota Corolla para Camaquã, um Corolla para São Lourenço do Sul e outro para o município de Canguçu. Rio Grande também recebeu uma Hilux.

Relatório
Relatório do CRPO-Sul apresentado ao governador José Ivo Sartori (PMDB), em agosto do ano passado, apontava que na área do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM), que engloba Pelotas e outros oito municípios (Canguçu, Pedro Osório, Morro Redondo, Cerrito, Piratini, Arroio do Padre, Pinheiro Machado e Capão do Leão), o déficit de policiais, na época, era de 55%. Em algumas dessas cidades há um policial por turno. O efetivo previsto pela corporação para a Região Sul é de 994 militares, entretanto, apenas 448 faziam parte do cenário.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados