Demissão

Luislinda Valois é exonerada Ministério dos Direitos Humanos

O cargo será ocupado interinamente pelo subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha

20 de Fevereiro de 2018 - 11h30 Corrigir A + A -

Agência Brasil

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, entregou o cargo na segunda-feira (19) ao presidente Michel Temer. De acordo com a assessoria de imprensa do Planalto, o cargo será ocupado interinamente pelo subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha, que passará a acumular as duas funções. O Ministério será transformado novamente em uma secretaria nacional subordinada ao Ministério da Justiça.

Luislinda Valois estava no posto desde fevereiro de 2017, quando Temer editou uma medida provisória dando status de ministério à secretária especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Justiça. No ano passado ela se envolveu em uma polêmica quando solicitou ao governo o pagamento de pelo menos R$ 300 mil, montante retroativo a soma da quantia que foi abatida pelo teto constitucional do acumulado do vencimento integral recebido por ela com a aposentadoria de desembargadora pela Bahia.

Ela era o penúltimo nome do PSDB no governo Temer desde que o então ministro das Cidades, Bruno Araújo, e o da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, pediram exoneração no fim do ano passado. O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, que também é tucano, continua no cargo.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados