Aflição

Secas continuam afetando a Zona Sul

Com prejuízos milionários, zona rural dos municípios é o setor mais atingido

08 de Fevereiro de 2018 - 20h45 Corrigir A + A -
Secas afetam principalmente a zona rural dos municípios (Foto: Gabriel Huth - DP)

Secas afetam principalmente a zona rural dos municípios (Foto: Gabriel Huth - DP)

Os Diários Oficiais da União e do Estado reconheceram a situação emergencial de Amaral Ferrador, Morro Redondo e Hulha Negra devido às secas, além de Floriano Peixoto, pelo excesso de chuvas. Eles se juntam a Cristal, cuja situação havia sido reconhecida no último dia 6. Agora, são cinco municípios em estado de emergência, podendo ter acesso a diversos benefícios dos poderes estadual e federal.

Segundo o coordenador regional da Defesa Civil do Estado, João Domingues, é grande a possibilidade de outros municípios terem suas situações emergenciais reconhecidas em breve. Pedras Altas já fez o decreto municipal no último dia 19 e está em processo de envio de documentos ao sistema da Defesa Civil, para posterior reconhecimento do governo. Também devido à seca, Arroio do Padre, Turuçu, Canguçu e Cerrito, na Zona Sul estão na mesma situação, assim como São Jerônimo, na região metropolitana. Em Sananduva, a situação emergencial decretada pelo município é devido às chuvas.

Após as prefeituras decretarem situação de emergência, Domingues explica que há a necessidade de inserir esses dados em um sistema da defesa civil para garantir também o reconhecimento e os recursos do Estado e da União.

De acordo com Domingues, na próximas semanas Herval, Camaquã, Chuvisca, Pedro Osório e Piratini também podem entrar na lista, uma vez que as prefeituras estariam em processo de compilação de dados para solicitarem o apoio. As pessoas das áreas afetadas poderão, após o reconhecimento, solicitar auxílios como cestas básicas, renegociação de dívidas e empréstimos bancários, abertura de açudes, cisternas e caixas d'água, além de outros benefícios. A defesa civil entra com o apoio técnico.

A principal área atingida é sempre a Zona Rural dos municípios. "Não tem como recuperar as perdas", lamenta Domingues, apontando as semelhanças com a seca de 2015, quando 18 das 27 cidades cobertas pela 4º Coordenadoria Regional de Proteção e Defesa Civil entraram em situação de emergência. Segundo o último levantamento, as estimativas de perdas giram em torno de R$ 76 milhões, sendo 73 no setor de agricultura e 3 em pecuária.

O prefeito de Morro Redondo, Diocélio Jaeckel, demonstra apreensão ao falar sobre a seca. Ainda esperando o maquinário ser enviado pelo estado, diz que os recursos priorizarão a escavação de novos poços artesianos e açudes, além de caminhões pipa. "A cada dia que passa aumenta o número de pessoas pedindo água", afirma.

Segundo os últimos dados do município, são 160 pedidos de água para consumo humano e 180 para consumo animal. Também há casos de famílias necessitando de cestas básicas. As perdas giram em torno de R$ 4,9 milhões.

Reunião da Azonasul
Por meio de nota, a Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) disse estar trabalhando no levantamento de dados precisos sobre as perdas causadas pela estiagem. No dia 19, uma assembleia de prefeitos será realizada em Rio Grande, visando elaborar estratégias para ações coletivas junto aos órgãos competentes. "A entidade também aguarda posição dos prefeitos sobre a participação da Defesa Civil do Estado durante a referida assembleia", finaliza a nota.

Previsão do tempo
Segundo a meteorologista da Metsul, Estael Sias, há uma frente fria avançando nos próximos dias, podendo trazer pancadas isoladas ainda nesta sexta-feira, além da possibilidade de chuvas fortes e temporais. No sábado e domingo, a frente avança trazendo chuva mais parelha na região da Zona Sul. "Não vai reverter o quadro, mas com certeza ajuda a atenuar um pouco essa situação de estiagem".

De segunda para terça, o vento sul fará a temperatura cair bastante e posteriormente o sol e calor voltam a predominar. Os modelos da Metsul para os próximos 15 dias indicam a possibilidade de chuvas nos dias 19 e 20 de fevereiro, além de nova instabilidade no final do mês. "São três episódios de chuva que devem ajudar a atenuar um pouco esse quadro de estiagem nos municípios da região", encerra Estael.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados