Gauchão

Invencibilidade perdida

Xavante saiu na frente com Robério, mas sofreu a virada no segundo tempo

07 de Fevereiro de 2018 - 23h52 Corrigir A + A -

Por: Henrique Risse
esporte@diariopopular.com.br 

Xavante perdeu a chance de liderar o Gauchão de forma isolada (Foto: Lucas Uebel - AI Grêmio)

Xavante perdeu a chance de liderar o Gauchão de forma isolada (Foto: Lucas Uebel - AI Grêmio)

Tinha tudo para ser uma noite história para o Brasil. O time de Clemer vencia o Grêmio por 1 a 0, sem deixar o adversário ter uma chance clara sequer. Mas aí apareceu o campeão da América e a vitória escapou por entre os dedos do goleiro Marcelo Pitol. Com o 2 a 1 para o Tricolor nesta quarta-feira (7), na Arena, o Xavante perdeu a chance de liderar o Gauchão de forma isolada - segue com 13 pontos ao lado do líder Caxias. A equipe da casa, por sua vez, chega a quatro pontos e deixa a lanterna.

Antes do confronto, as duas equipes deixaram claro que seria uma briga de cachorro grande. E assim foi. Fiel ao seu estilo, o Grêmio trocou muitos passes, mas sem conseguir entrar na área. Luan, aos 11 minutos, e Jaílson, aos 21, arriscaram de longe, mas sem perigo algum para Marcelo Pitol. Já o Brasil estava sólido na defesa e pronto para um contra ataque. E ele veio logo aos 38 minutos. Alisson Farias tabelou com Mossoró e cruzou rasteiro, Toty pegou de primeira, Marcelo Grohe defendeu e na sobra a zaga mandou para escanteio. Após a cobrança, Toty bateu rasteiro para a área, Robério antecipou Geromel e pegou de primeira, a bola ainda tocou no travessão antes de entrar: Brasil 1 a 0.

Renato muda o jogo
O técnico Renato Gaúcho não gostou nada do que viu no primeiro tempo e voltou para o segundo com Jael e Alisson nos lugares de Madson e Jaílson. O Tricolor já dominava a partida quando, aos sete minutos, Alisson arriscou de longe, Marcelo Pitol pulou atrasado e não conseguiu evitar o empate Tricolor.

Clemer tentou frear a reação gremista colocando Calyson na vaga de Mossoró, mas o estrago já estava feito. Aos 18 minutos, Everton cruzou da esquerda, Luan dominou completamente livre na área e deu um leve toque por baixo de Marcelo Pitol para virar o jogo na Arena.

O Brasil não desistiu e quase empatou dois minutos depois. Após falta alçada na área, Gustavo Bastos aproveitou a sobra e pegou de primeira, mas a bola passou rente à trave. Clemer ainda tentou mudar a história do jogo com Matheus Lima e Dudu, mas o Xavante não parecia ter forças para virar a partida. Deu tempo, ainda, para uma tentativa de pressão com bolas levantadas na direção da área, mas sem sucesso. No fim, melhor para o Grêmio, que tirou a invencibilidade rubro-negra e, de quebra, conseguiu deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Gaúcho.

Sequência
Como o jogo desta quarta-feira foi antecipado da 7ª rodada do Gauchão e a 6ª rodada foi adiada para 11 de março, o Brasil só volta a jogar no dia 18 de fevereiro, contra o São José, no Bento Freitas. Já o Grêmio faz na próxima quarta-feira o primeiro jogo da Recopa Sul-Americana, contra o Independiente, em Buenos Aires. Pelo Gauchão, o próximo desafio do Tricolor será contra o Veranópolis, no dia 17, na casa do adversário.

Ficha técnica

Grêmio: Marcelo Grohe, Madson (Alisson), Geromel, Kannemann, Cortêz, Jaílson (Jael), Maicon (Michel), Léo Moura, Luan, Everton e Cícero. Técnico: Renato Gaúcho

Brasil: Marcelo Pitol, Éder Sciola, Gustavo Bastos, Rafael Dumas, Artur, Leandro Leite, Itaqui, Mossoró (Calyson), Toty (Dudu), Alisson Farias, Robério (Matheus Lima). Técnico: Clemer

Árbitro: Anderson Farias

Cartões amarelos: Toty (Brasil)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre


Comentários


REDES SOCIAIS

Diário Popular - Todos os direitos reservados